quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Ola amadinhos tudo bem?
Ontem recebi o jornal do Padre Reginaldo Manzotti e para minha surpresa há nele um texto muito bem elaborado falando justamente de nós: CATEQUISTAS!!!
Então resolvi compartilhar aqui com vocês:

O catequista é uma pessoa especial.

Sua missão humaniza, evangeliza , santifica, salva as pessoas.
Olhemos para o catequista como um pai/mãe de nossos filhos, um benfeitor da sociedade, um missionário da Igreja.
Vejamos algumas qualidades necessárias ao catequista:

1- sólida espiritualidade. SIM o catequista transmite sua experiência de fé, sua vida de oração, sua convicção interior, sua consciência cristã e eclesial.



2- testemunho de vida. Fala mais pelas boas obras e bons exemplos do que pelas palavras. Faz o que ensina. O mundo acredita mais nos testemunhos do que nos mestres. O testemunho cativa e convence os ouvintes.


3- o amor aos catequizandos. Sem amor aos catequizandos é impossível a verdadeira catequese. Catequizar  é querer bem, o amadurecimento, a santificação e a salvação das pessoas.


4- competência. É preciso ler sempre, participar das formações, aprofundar teologia, cultivar-se permanentemente, preparar bem os encontros. A competência cria confiança e adesão do ouvinte. A mediocridade é inimiga da fé.


5- ser facilitador. Significa ter pedagogia, boa comunicação, cuidar dos catequizandos pela motivação, compreensão e disciplina, ajudando-os nas dificuldades.



6- inserção comunitária. Todo catequista deve ser pessoa inserida na Igreja, envolvida na comunidade, participante das celebrações e da vida da Igreja.



7- conhecer a família dos catequizandos. Esta questão é fundamental , ou seja, conhecer e catequizar as famílias, porque o catequista é também pai/mãe da sua turma, do seu grupo. Daqui brotam muitas inspirações e frutos para a catequese.



8- paixão. Ser apaixonado, entusiasmado, convicto da sua missão. Amar o que faz. Ter desejo, motivação, gosto e fé pela catequese.



9- criatividade. O catequista não deve ser rotineiro, copiador, doutrinador ou pior ainda, apenas leitor do livro de catequese. O grande mal para a catequese é a rotina, a mesmice, a acomodação. Daí a importância da criatividade, interesse, motivação do catequista.



10- adaptação. SIM adaptar-se a realidade dos crismandos é uma exigência e necessidade de qualquer educador. Descer do pedestal, aproximar-se, interessar-se pela pessoa e pela realidade do catequizando é algo indispensável. As pessoas não são objetos, não são apenas números, nem merecem ser tratados como anônimos distantes, desconhecidos. A catequese acontece com a aproximação, a inculturação*, a adaptação. É necessário , pois ter flexibilidade, compreensão e compaixão.



11- paciência. Evitar a agressividade, a precipitação , o desânimo e a decepção, significa ter paciência. Não confundamos paciência com resignação , permissividade, omissão. Paciência significa ter esperança, sempre recomeçar, compreender e perdoar.



12- articulação. O catequista é uma pessoa de diálogo, interação, parceria , aliança. Deverá articular-se com os colegas catequistas, com o pároco, com as outras pastorais e com a diocese. É pessoa aberta, que cria laços de entreajuda a correção, o apoio dos outros e novas idéias. O tradicionalismo, o fanatismo e o fechamento são patologias a serem superadas.



13- profeta. SIM, o catequista é um profeta. Alimenta-se da Palavra e com coragem denuncia o mal e anuncia a verdade, a justiça , o bem. Ser profeta é assumir a dimensão social e transformadora da fé, conhecer a doutrina social da Igreja, unir fé e vida, defender os direitos humanos, a ecologia, o bem comum. Nossos catequizandos devem ser bons cidadãos , ter consciência da realidade social, política e econômica. O profeta ajuda a abrir os olhos,a ter os pés no chão, a lutar pela promoção da dignidade humana.


( colaboração: Dom Orlando Brandes)
arcebispo de Londrina- Pr.

Acredito que nem preciso comentar nada sobre este texto, as poucas linhas ja descrevem TUDO !!!

Abraços carinhosos e beijos abençoados.
Denyse Prado.
catequista.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário