terça-feira, 26 de novembro de 2013

Seja Luz de Cristo!

O catequista precisa estar empapado de Cristo, se quiser ser LUZ!


“SOMOS COMO TOCHAS, Se quisermos ACENDER,  ILUMINAR,  SER LUZ, precisamos estar EMPAPADOS DE CRISTO”

Poderia chamar essa minha reflexão de: “ a espiritualidade das tochas!” Para quem participou do VIII Sulão, sabe bem do que estou falando.

Quando as coisas não transcorrem conforme o planejado, almejado, somos invadidos por um sentimento de frustração e isso é natural, porém, o bom mesmo, é quando  tiramos grandes lições daquilo que não deu certo. 

Uma coisa é planejar, elaborar um plano de ação, outra é colocar em prática. Só perceberemos o que precisa ser mudado, melhorado, quando saímos da teoria.

Estamos vivendo um tempo de conscientização sobre a importância e a necessidade de se fazer acontecer em nossas paróquias a Iniciação à vida Cristã. Quantos estudos, quantos livros, documentos, simpósios, conferências vem acontecendo abordando esse assunto, com o intuito de nos fazer despertar, acordar para a real missão da catequese. Sabemos também que qualquer mudança, por mais simples que seja, gera certo desconforto, justamente porque não acertamos na primeira tentativa. Só teremos um resultado satisfatório, depois de muitos erros e acertos.

Participando do VIII Sulão,  quando vi a dificuldade de se acender aquelas tochas, me vi pensando em muitas coisas, nas dificuldades enfrentadas para cumprir minha missão, enfim, pensando em nossa prática catequética, inclusive na luta em mudarmos para a catequese de inspiração catecumenal. Quantas tentativas, quanta coisa precisamos adequar, ajeitar, aparar as arestas.

Aquelas tochas não se acenderam não por falta da insistência daquela catequista. Todos nós reunidos ali, com certeza, comungamos de um único desejo, encontrar uma solução para acender as benditas tochas. E o Bispo que estava mais perto, dom Jacinto Bergmann, até tentou ajudar, mas elas permaneceram acesas por pouco tempo, porque não estavam embebidas de um líquido inflamável adequado.

Toda aquela situação foi providencial
Quando dom Leonardo Steiner, toma a palavra, iniciando sua fala, com a espiritualidade das tochas apagadas, aquele lugar foi tomado pelo Espírito Santo.
O CATEQUISTA PRECISA ESTAR EMPAPADO DE CRISTO, SE QUISER SER LUZ...
Num curto espaço de tempo, quanta coisa não passou pela mentes dos que estavam naquele lugar.
‘SERÁ QUE ENQUANTO CATEQUISTA,  LIDERANÇA, ESTOU EMPAPADA DE CRISTO???”
 TENHO SIDO LUZ PARA MEUS CATEQUIZANDOS, PARA AS FAMÍLIAS DESSES CATEQUIZANDOS? TENHO FEITO A DIFERENÇA NA VIDA DELES?
TENHO SIDO LUZ NO MEU GRUPO DE CATEQUISTAS, NA COMUNIDADE ONDE ATUO?
TENHO BUSCADO ME APERFEIÇOAR, ME ADEQUAR AOS TEMPOS ATUAIS?
TENHO TIDO ABERTURA ÁS PROPOSTAS DE MUDANÇAS?
TENHO CONSCIÊNCIA DA NECESSIDADE DE REVER A MINHA MANEIRA DE FAZER CATEQUESE?

Que lindo, quando Deus usa daquele episódio das tochas que não se acendiam, para nos passar a mística daquele encontro: Na catequese dos novos tempos, ninguém, bispos, sacerdotes, coordenadores, catequistas por mais estudos, mais conhecimentos que tenham, não terão êxito, não tocarão corações, se não estiverem EMPAPADOS DE CRISTO.

Cabe a nós, refletir, ruminar o sentido dessas tochas no símbolo usado para representar o VIII Sulão Bíblico-Catequético:
As tochas unidas, formam, juntas, uma única chama. E fazem recordar as palavras de Jesus: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não anda nas trevas” (Jo 8,12). Com essa afirmação de Jesus, os catequistas são convocados a iluminar o mundo, expressando os valores do evangelho: partilha, justiça e paz.”

Reforçando, a luz é Cristo e se serve de nós para iluminar. Só seremos luz, se empapados de Cristo. Se deixamos nos empapar pelas coisas do mundo, seremos tochas apagadas. E tocha apagada, não tem muito valor, é como o figurante de um filme, só faz volume. Somos chamados a sermos CATEQUISTAS PROTAGONISTAS, Tochas acesas, aquele que tem ação principal, que leva a ação à frente, que deixa marcas, que toca corações.

Imaculada Cintra

  http://www.catequeseebiblia.blogspot.com.br/2013/11/o-catequista-precisa-estar-empapado-de.html#links

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Jacó Ribeiro, Saudades Eternas...

jc

Disse-lhes Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida, aquele que crê em mim jamais morrerá, mas terá a vida eterna.
Sua partida nos deixou saudades imensas, pois com sua alegria, seu carinho nos contagiava a cada dia. Sua força de vontade e seu sorriso no rosto todos os dias nos trazia bastante felicidade. Jacó Barreto, você foi um exemplo de alegria e companheirismo para aqueles que conviviam com você. Deus te coloque em um bom lugar meu irmão, você ficará eternizado para sempre nos nossos corações.
Saudades.
Nossos sentimentos a toda a família enlutada, por esta perda irreparável do nosso amigo e irmão Jacó.

Homenagem de todos os católicos de Ibicaraí e dos seus irmãos da RCC Ibicaraí.
 

Nota de Falecimento

Com profundo pesar, comunicamos o falecimento do amigo Jacó Barreto, ocorrido na noite de hoje, 04 de novembro de 2013, no hospital Arlete Maron de Magalhães, segundo informações extra-oficial  o mesmo teria apresentado uma reação alérgica após tomar um medicamento.
Ele fazia parte da RCC Ibicaraí onde toda sua família faz parte. Uma pessoa de boa conduta social.
Descanse em paz meu irmão.
Nossos sentimentos a toda família do nosso irmão Jacó, que Deus e Nossa Senhora dê o conforto do coração e da alma para que possam superar essa dor.

Jacó era Agente Comunitário de Saúde, Cursava faculdade de Direito e Filosofia.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Bom Dia, Espírito Santo, sumamente justo




BOM DIA, ESPÍRITO SANTO,
sumamente justo.
Nossa sociedade apresenta tantas
injustiças e desigualdades que 
facilmente acreditamos que as coisas
são assim mesmo. Os valores
supremos de justiça e de fraternidade
estão desaparecendo de nossas vidas.
Buscarei hoje perceber todas as
injustiças sociais e quero com a vossa
graça não me omitir. Senhor Nosso e 
suprema justiça, fazei-me ser neste
dia um sinal do vosso reino de
justiça, fraternidade e partilha.

Vinde, Espírito de Justiça.

“ O que o Senhor requer de ti: É que pratiques
a justiça, que ames a misericórdia “ (Mq 6,8)
Do livro: Bom dia, Espírito Santo - Orações da Manhã
Pe. Hélcio Vicente Testa, C.Ss.R.

Dinâmica: o relógio do silêncio

Objetivo


Ajudar a silenciar para escutar.

Material necessário
Um despertador

Desenvolvimento
Dois voluntários ou mais saem da sala. No grupo tem-se um despertador que deve ser escondido entre os participantes (no chão, em algum lugar, na roupa dos participantes). Um dos voluntários entra e deve descobrir onde o despertador está pelo seu som, o grupo colabora fazendo silêncio.
Repetir a dinâmica quantas vezes o coordenador achar necessário. Logo após avaliar com os participantes  o que mais marcou nessa experiência e o porque o silêncio é importante em nossa vida. a seguir, pode-se refletir individualmente ou em pequenos grupos frases bíblicas, tais como: "escutem, ouçam! É Javé quem fala" (Is 1,2); "Fala, Senhor, que teu servo escuta" (1Sm 3,10); "Vou escutar o que diz Javé: Deus anuncia a paz ao seu povo e seus fiéis e aos que se convertem de coração" (Sl 85,9); "Vou levá-la ao deserto e falarei ao coração" (Os 2,16); "Jesus foi para a montanha afim de rezar e passou toda a noite em oração a Deus" (Lc 6,12)

VIVER EM CRISTO NOSSA META !


Hoje 01 de Novembro é solenidade de Todos os Santos e amanhã celebramos os Fiéis Defuntos (Dia de finados). Você pode até perguntar o que uma celebração tem a ver com a outra? Respondo: para chegarmos à glória nos céus precisamos morrer na carne, como diz São Paulo em Filipenses 1, 21: “Para mim, viver é Cristo, e morrer é lucro”. Ou seja, o que importa e precisa mover nossos corações é o desejo de Céu, é o desejo de estar com Cristo na glória. Aos santos que veneramos e muitos deles não sabemos o nome – por isso esta data tão linda, para celebrar a todos aqueles que nos precedem no céu – nos deixam um grande exemplo e olhando para eles precisamos ter o desejo de lutar todos os dias para alcançarmos esta grande dádiva de contemplar Deus em sua glória e experimentar a verdadeira e eterna alegria, o lucro como diz São Paulo. Não podemos ter medo da morte ou a vê-la somente como uma grande dor, ter saudades sim, é louvável, mas precisamos transformar essa saudade em uma bela oração para aqueles que amamos e já não mais estão aqui, mas comungarão conosco do céu um dia. Pois a nossa salvação nos chegou pela morte de Jesus Cristo, Nosso Senhor na cruz, morte dolorosa, mas vitoriosa, pois nos abriu a porta do céu.
O dia de Todos os Santos é para nos abrir os olhos ao desejo que sempre precisa arder forte em nossos corações o desejo de céu, que começa aqui, nas nossas lutas diárias para sermos melhores cristãos. Assim olhando para nossos irmãos santos que já contemplam a glória, rezemos para aqueles que necessitam de nossas orações e que alcançaram essa linda graça de estar com Deus no céu um dia.
Santos e santas de Deus, rogai por nós!!!!

http://blog.cancaonova.com/bh/2012/11/01/01-de-novembro-dia-todos-os-santos/