terça-feira, 31 de dezembro de 2013

ANO NOVO...VIDA NOVA...

...em Cristo Jesus

Por: DOM EURICO DOS SANTOS VELOSO
ARCEBISPO EMÉRITO DE JUIZ DE FORA, MG.




Há muitas maneiras de celebrar o ano novo. Em alguns países, lançam-se foguetes e bombas em volta da casa para afugentar os maus espíritos e, dentro dela, prepara-se um grande banquete. É realmente grande porque há mais comida do que aquela que podem comer os moradores da casa e seus familiares e convidados. Sua abundância deseja ser sinal da fartura que o ano novo trará.

Nós, católicos, também desejamos iniciar a ano repleto de bênçãos. Daí a festa. “Ano novo, vida nova”, é como costumamos dizer. Mas, precisamos pensar: como será a nossa vida ao longo deste ano? O dia primeiro de janeiro é dia de festa e de transmitir votos de paz e de esperança. Como fazer com que isso não seja um simples e tímido desejo? Sempre constatamos que o resto do ano são guerras, ódio, violência, exploração e mortes, sem se esquecer das disputas de poder, inveja, calúnia e difamação pelo mero prazer de ver o irmão na berlinda.

H
á mais de um bilhão e quinhentos milhões de pobres no mundo. A data é comemorada também como o Dia Mundial da Paz. Em nosso país, são muitas as expectativas no campo social, político, econômico etc. Deus quer que nosso país seja repleto de sua bênção, nação plenamente fraterna e justa, pois esse é o projeto divino.

Ele sempre se mostrou solidário com os anseios do seu povo, coroando de êxito suas lutas. Mas é, em Jesus Cristo, que essa solidariedade tomou forma definitiva. E é por meio d'Ele, nascido de Maria, que podemos ter a certeza de que o futuro será melhor. Entretanto, não bastam votos e boas intenções.

A proposta de Jesus é exigente envolve
 
todas as pessoas de boa vontade. Quem se compromete com Ele se torna promotor da paz e construtor de uma sociedade nova, de irmãos e de irmãs.
O grande e saudoso Servo de Deus João Paulo II, falando à juventude do Equador, em 1985, afirmou que “se sonhamos com um amanhã diferente, precisamos derrubar as coisas que nos prejudicam de construir o novo.”


Que estas palavras sejam um alerta, não somente para os jovens, mas para todos os homens e mulheres de bem, em todo o mundo, porque acreditamos que todos queremos construir um mundo melhor para todos, num grande esforço em conjunto, para que a paz e a justiça se estabeleçam no Brasil e no mundo. Só assim poderemos dizer realmente, com todas as letras: “ano novo, vida nova". Ano novo e vida sempre nova em Jesus cristo que está sempre no meio de nós e que ilumina a nossa caminhada para uma vida reta e santa, conforme o projeto de Deus!





Mas sempre colocando Jesus à frente de tudo! E seja feliz neste novo ano que se inicia. Muita saúde e muita paz. Transforme-se e seja agente transformador!





Lembre-se que o agente transformador somos nós. "Sejamos no mundo a mudança que queremos ver acontecer"

A Presença Real de Cristo na Eucaristia – Parte 19

eucaristiamemorial
Autor: Pe. Juan Carlos Sack
Fonte: http://www.apologetica.org
Tradução: Carlos Martins Nabeto
[Dando continuidade a esta Série, abordaremos hoje São Gregório Magno, Eulógio de Alexandria, Isidoro de Sevilha e Bráulio de Saragoza].
GREGÓRIO MAGNO
Outro dos grandes Padres da Igreja ocidental. Nasceu em torno de 540. Chegou a ocupar o cargo de Prefeito ou Alcaide da cidade de Roma. Enviado pelo Papa a Constanstinopla como embaixador, foi eleito Papa e exerceu o pontificado entre 590 e 604. Conservam-se numerosas pregações de conteúdo bíblico e pastoral.
Comentando Jó 31,31 (“Por acaso não disseram os homens do meu povo: ‘Quem pode encontrar alguém que não tenha ficado saciado com a sua carne?’”), disse:
- “Esta frase também pode ser entendida misteriosamente na boca do Redentor, pois os varões do seu povo desejaram se saciar com as Suas carnes, quer os judeus perseguidores, quer os gentios fiéis. Isto porque aqueles tramaram extinguir o Seu corpo, como se O consumissem; e estes desejam saciar o seu espírito faminto com as Suas carnes no sacrifício diário da imolação” (Moralia 22,13,26).
É impressionante também – assim como vimos em muitos dos autores citados – o testemunho de Gregório Magno acerca da Eucaristia como recepção diária do sacrifício de Cristo.
EULÓGIO DE ALEXANDRIA
Patriarca de Alexandria de 580 a 607. Notável defensor da primazia da Igreja de Roma. Defensor da doutrina católica contra o Monofisismo e o Nestorianismo.
Estas palavras do orador do século VI respondem as objeções que ouvimos até hoje contra a Missa:
- “O venerando sacrifício que oferecemos do corpo do Senhor não é oblação com vítimas diferentes, mas memória do sacrifício que de uma vez por todas foi oferecido. Disse [Jesus]: ‘Fazei isto em minha memória’” (Homilia dos Evangelhos 14,1).
ISIDORO DE SEVILHA
Homem de vastíssima cultura, desempenhou um papel de protagonista na sociedade e Igreja do seu tempo. Presidiu o Concílio de Toledo de 633. Morreu em 636. Escreveu obras de caráter gramatical, histórico e enciclopédico, entre as quais se sobressai aquela intitulada “Etimologias”.
Falando sobre Melquisedec, diz:
- “Os fiéis [cristãos] já não oferecem aquelas vítimas judaicas como as que ofereceu o sacerdote Aarão, mas como aquelas que Melquisedec, rei de Salém, imolou, a saber, pão e vinho, que é o verdadeiríssimo sacramento do corpo e sangue do Senhor” (Da Fé Católica contra os Judeus 2,27,2).
- “A sabedoria de Deus – Cristo – fez para Si uma casa – a Santa Igreja – na qual sacrificou as hóstias do Seu corpo, na qual misturou o vinho do Seu sangue no cálice do sacramento divino (…) ‘Vinde: comei do Meu pão e bebei do vinho que misturei para vós’ (cf. Provérbios 9,5); isto é: ‘Tomai o alimento do corpo santo e bebei o vinho que misturei para vós’; ou seja: ‘Recebei o cálice do sangue sagrado’” (Da Fé Católica contra os Judeus 2,27,3).
Pregando sobre a necessidade de se conservar o jejum eucarístico (abter-se de comer antes de comungar), diz:
- “Na boca do cristão primeiro entra o corpo do Senhor, antes de todos os demais alimentos” (Do Ofício Eclesiástico 1,18,3).
BRÁULIO
Bispo de Saragoza. Exerceu grande influência nos governantes da Península [Ibérica]. Participou ativamente do Concílio de Toledo. Morreu em 651.
Em uma carta onde responde a algumas perguntas sobre supostas relíquias do sangue de Cristo, escreve:
- “Vamos ao que é verdadeiro e seguro; ao que nenhum cristão autêntico e retamente católico pode pôr em dúvida ou discussão, a saber: segundo as palavras do próprio Senhor e também conforme as Sagradas Escrituras ordenadas pelo Espírito Santo, o pão e o vinho oferecidos a Deus por nós no Sacramento é o corpo e o sangue verdadeiro de Cristo” (Carta 42; “Estudios Onienses”, vol. 1, 2ª ed., J. Madoz, p. 183).

Sagrada Família, Jesus Maria e José – A

Consideremos que a Sagrada Família não foi isenta de muitos dos dramas que qualquer família enfrenta. Mais do que simplesmente idealizar a vida de Jesus, Maria e José, a festa de hoje nos leva a fazer uma reflexão sincera sobre a família.
A primeira leitura nos ensina a viver o respeito aos pais: “Quem honra o seu pai, alcança o perdão dos pecados; evita cometê-los e será ouvido na oração quotidiana. Quem respeita a sua mãe é como alguém que ajunta tesouros. Meu filho, ampara o teu pai na velhice e não lhe causes desgosto enquanto ele vive. Mesmo que ele esteja perdendo a lucidez, procura ser compreensivo para com ele; não o humilhes, em nenhum dos dias de sua vida” (Eclo 3,4-5.14-15). Hoje vemos o egoísmo invadir as relações. Os mais velhos, bem considerados por sua sabedoria nas sociedades orientais, são vistos no Ocidente, em muitos casos, como pesos, como pedras que precisam ser jogadas fora. A Palavra de Deus exorta aos filhos, para que respeitem e cuidem de seus pais, independente de qualquer coisa.
A segunda leitura nos fala de “esposas solícitas” e de maridos convidados a “amar suas esposas” (cf. Cl 3,18-19). As relações homem-mulher não podem ser baseadas na submissão, quando um dos cônjuges sofre calado as arbitrariedades do parceiro. Também se mostra ultrapassado o conceito de complementariedade. Devem ser construídas na reciprocidade: diálogo e compreensão da individualidade de cada um; contribuição mútua para a felicidade de ambos.
O Evangelho nos fala da conhecida fuga no Egito. Os pais de Jesus, que já haviam enfrentado tantos dramas para ter o seu filho, devem agora abandonar às pressas a cidade de Belém e fugir do rei Herodes. Este fato revela que o projeto de Deus se realiza na luta contra o mal: o mal sempre é uma presença marcante, e nós sofreremos as suas consequências, como a família do Menino Deus. Certamente, em nossa vida há muitos casos em que o mal parece reinar. Então resta-nos confiar, não sem a luta, tendo a certeza de que Deus conduz a história mesmo diante dos limites do pecado que leva ao ódio e à morte.

Pe Roberto Nentwig

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Primeira Eucaristia 2013 - Igreja Matriz Senhor Deus Menino

No último dia 24 de novembro de 2013 na Paróquia do Senhor Deus Menino de Ibicaraí-BA realizou a Primeira Eucaristia de 80 crianças e adolescentes que se prepararam durante 2 anos com nossos catequistas que dedicaram todo seu amor a Jesus Eucarístico a essas crianças e adolescentes.
Foi uma festa bastante alegre, a igreja ficou completamente lotada por parentes, amigos e comunidade que prestigiaram mais uma vez o trabalho dos nossos catequistas.
A celebração foi presidida pelo nosso Monsenhor Sebastião, onde agradeceu a todos os catequistas pais e crianças por estarem participando dessa festa maravilhosa, onde ele se despediu onde realizou a sua 33ª Primeira Eucaristia na nossa comunidade, onde ano que vem teremos um novo sacerdote onde irá vim para ser o Administrador Paroquial.
Agradecemos a todos os pais, catequistas e crianças pela festa maravilhosa que nos proporcionaram este ano, ficou marcado nas nossas vidas e nos nossos corações esse grande dia.
Deus tome conta da vida de nossas crianças e seus familiares.
Confira as fotos dessa festa maravilhosa.







terça-feira, 26 de novembro de 2013

Seja Luz de Cristo!

O catequista precisa estar empapado de Cristo, se quiser ser LUZ!


“SOMOS COMO TOCHAS, Se quisermos ACENDER,  ILUMINAR,  SER LUZ, precisamos estar EMPAPADOS DE CRISTO”

Poderia chamar essa minha reflexão de: “ a espiritualidade das tochas!” Para quem participou do VIII Sulão, sabe bem do que estou falando.

Quando as coisas não transcorrem conforme o planejado, almejado, somos invadidos por um sentimento de frustração e isso é natural, porém, o bom mesmo, é quando  tiramos grandes lições daquilo que não deu certo. 

Uma coisa é planejar, elaborar um plano de ação, outra é colocar em prática. Só perceberemos o que precisa ser mudado, melhorado, quando saímos da teoria.

Estamos vivendo um tempo de conscientização sobre a importância e a necessidade de se fazer acontecer em nossas paróquias a Iniciação à vida Cristã. Quantos estudos, quantos livros, documentos, simpósios, conferências vem acontecendo abordando esse assunto, com o intuito de nos fazer despertar, acordar para a real missão da catequese. Sabemos também que qualquer mudança, por mais simples que seja, gera certo desconforto, justamente porque não acertamos na primeira tentativa. Só teremos um resultado satisfatório, depois de muitos erros e acertos.

Participando do VIII Sulão,  quando vi a dificuldade de se acender aquelas tochas, me vi pensando em muitas coisas, nas dificuldades enfrentadas para cumprir minha missão, enfim, pensando em nossa prática catequética, inclusive na luta em mudarmos para a catequese de inspiração catecumenal. Quantas tentativas, quanta coisa precisamos adequar, ajeitar, aparar as arestas.

Aquelas tochas não se acenderam não por falta da insistência daquela catequista. Todos nós reunidos ali, com certeza, comungamos de um único desejo, encontrar uma solução para acender as benditas tochas. E o Bispo que estava mais perto, dom Jacinto Bergmann, até tentou ajudar, mas elas permaneceram acesas por pouco tempo, porque não estavam embebidas de um líquido inflamável adequado.

Toda aquela situação foi providencial
Quando dom Leonardo Steiner, toma a palavra, iniciando sua fala, com a espiritualidade das tochas apagadas, aquele lugar foi tomado pelo Espírito Santo.
O CATEQUISTA PRECISA ESTAR EMPAPADO DE CRISTO, SE QUISER SER LUZ...
Num curto espaço de tempo, quanta coisa não passou pela mentes dos que estavam naquele lugar.
‘SERÁ QUE ENQUANTO CATEQUISTA,  LIDERANÇA, ESTOU EMPAPADA DE CRISTO???”
 TENHO SIDO LUZ PARA MEUS CATEQUIZANDOS, PARA AS FAMÍLIAS DESSES CATEQUIZANDOS? TENHO FEITO A DIFERENÇA NA VIDA DELES?
TENHO SIDO LUZ NO MEU GRUPO DE CATEQUISTAS, NA COMUNIDADE ONDE ATUO?
TENHO BUSCADO ME APERFEIÇOAR, ME ADEQUAR AOS TEMPOS ATUAIS?
TENHO TIDO ABERTURA ÁS PROPOSTAS DE MUDANÇAS?
TENHO CONSCIÊNCIA DA NECESSIDADE DE REVER A MINHA MANEIRA DE FAZER CATEQUESE?

Que lindo, quando Deus usa daquele episódio das tochas que não se acendiam, para nos passar a mística daquele encontro: Na catequese dos novos tempos, ninguém, bispos, sacerdotes, coordenadores, catequistas por mais estudos, mais conhecimentos que tenham, não terão êxito, não tocarão corações, se não estiverem EMPAPADOS DE CRISTO.

Cabe a nós, refletir, ruminar o sentido dessas tochas no símbolo usado para representar o VIII Sulão Bíblico-Catequético:
As tochas unidas, formam, juntas, uma única chama. E fazem recordar as palavras de Jesus: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não anda nas trevas” (Jo 8,12). Com essa afirmação de Jesus, os catequistas são convocados a iluminar o mundo, expressando os valores do evangelho: partilha, justiça e paz.”

Reforçando, a luz é Cristo e se serve de nós para iluminar. Só seremos luz, se empapados de Cristo. Se deixamos nos empapar pelas coisas do mundo, seremos tochas apagadas. E tocha apagada, não tem muito valor, é como o figurante de um filme, só faz volume. Somos chamados a sermos CATEQUISTAS PROTAGONISTAS, Tochas acesas, aquele que tem ação principal, que leva a ação à frente, que deixa marcas, que toca corações.

Imaculada Cintra

  http://www.catequeseebiblia.blogspot.com.br/2013/11/o-catequista-precisa-estar-empapado-de.html#links

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Jacó Ribeiro, Saudades Eternas...

jc

Disse-lhes Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida, aquele que crê em mim jamais morrerá, mas terá a vida eterna.
Sua partida nos deixou saudades imensas, pois com sua alegria, seu carinho nos contagiava a cada dia. Sua força de vontade e seu sorriso no rosto todos os dias nos trazia bastante felicidade. Jacó Barreto, você foi um exemplo de alegria e companheirismo para aqueles que conviviam com você. Deus te coloque em um bom lugar meu irmão, você ficará eternizado para sempre nos nossos corações.
Saudades.
Nossos sentimentos a toda a família enlutada, por esta perda irreparável do nosso amigo e irmão Jacó.

Homenagem de todos os católicos de Ibicaraí e dos seus irmãos da RCC Ibicaraí.
 

Nota de Falecimento

Com profundo pesar, comunicamos o falecimento do amigo Jacó Barreto, ocorrido na noite de hoje, 04 de novembro de 2013, no hospital Arlete Maron de Magalhães, segundo informações extra-oficial  o mesmo teria apresentado uma reação alérgica após tomar um medicamento.
Ele fazia parte da RCC Ibicaraí onde toda sua família faz parte. Uma pessoa de boa conduta social.
Descanse em paz meu irmão.
Nossos sentimentos a toda família do nosso irmão Jacó, que Deus e Nossa Senhora dê o conforto do coração e da alma para que possam superar essa dor.

Jacó era Agente Comunitário de Saúde, Cursava faculdade de Direito e Filosofia.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Bom Dia, Espírito Santo, sumamente justo




BOM DIA, ESPÍRITO SANTO,
sumamente justo.
Nossa sociedade apresenta tantas
injustiças e desigualdades que 
facilmente acreditamos que as coisas
são assim mesmo. Os valores
supremos de justiça e de fraternidade
estão desaparecendo de nossas vidas.
Buscarei hoje perceber todas as
injustiças sociais e quero com a vossa
graça não me omitir. Senhor Nosso e 
suprema justiça, fazei-me ser neste
dia um sinal do vosso reino de
justiça, fraternidade e partilha.

Vinde, Espírito de Justiça.

“ O que o Senhor requer de ti: É que pratiques
a justiça, que ames a misericórdia “ (Mq 6,8)
Do livro: Bom dia, Espírito Santo - Orações da Manhã
Pe. Hélcio Vicente Testa, C.Ss.R.

Dinâmica: o relógio do silêncio

Objetivo


Ajudar a silenciar para escutar.

Material necessário
Um despertador

Desenvolvimento
Dois voluntários ou mais saem da sala. No grupo tem-se um despertador que deve ser escondido entre os participantes (no chão, em algum lugar, na roupa dos participantes). Um dos voluntários entra e deve descobrir onde o despertador está pelo seu som, o grupo colabora fazendo silêncio.
Repetir a dinâmica quantas vezes o coordenador achar necessário. Logo após avaliar com os participantes  o que mais marcou nessa experiência e o porque o silêncio é importante em nossa vida. a seguir, pode-se refletir individualmente ou em pequenos grupos frases bíblicas, tais como: "escutem, ouçam! É Javé quem fala" (Is 1,2); "Fala, Senhor, que teu servo escuta" (1Sm 3,10); "Vou escutar o que diz Javé: Deus anuncia a paz ao seu povo e seus fiéis e aos que se convertem de coração" (Sl 85,9); "Vou levá-la ao deserto e falarei ao coração" (Os 2,16); "Jesus foi para a montanha afim de rezar e passou toda a noite em oração a Deus" (Lc 6,12)

VIVER EM CRISTO NOSSA META !


Hoje 01 de Novembro é solenidade de Todos os Santos e amanhã celebramos os Fiéis Defuntos (Dia de finados). Você pode até perguntar o que uma celebração tem a ver com a outra? Respondo: para chegarmos à glória nos céus precisamos morrer na carne, como diz São Paulo em Filipenses 1, 21: “Para mim, viver é Cristo, e morrer é lucro”. Ou seja, o que importa e precisa mover nossos corações é o desejo de Céu, é o desejo de estar com Cristo na glória. Aos santos que veneramos e muitos deles não sabemos o nome – por isso esta data tão linda, para celebrar a todos aqueles que nos precedem no céu – nos deixam um grande exemplo e olhando para eles precisamos ter o desejo de lutar todos os dias para alcançarmos esta grande dádiva de contemplar Deus em sua glória e experimentar a verdadeira e eterna alegria, o lucro como diz São Paulo. Não podemos ter medo da morte ou a vê-la somente como uma grande dor, ter saudades sim, é louvável, mas precisamos transformar essa saudade em uma bela oração para aqueles que amamos e já não mais estão aqui, mas comungarão conosco do céu um dia. Pois a nossa salvação nos chegou pela morte de Jesus Cristo, Nosso Senhor na cruz, morte dolorosa, mas vitoriosa, pois nos abriu a porta do céu.
O dia de Todos os Santos é para nos abrir os olhos ao desejo que sempre precisa arder forte em nossos corações o desejo de céu, que começa aqui, nas nossas lutas diárias para sermos melhores cristãos. Assim olhando para nossos irmãos santos que já contemplam a glória, rezemos para aqueles que necessitam de nossas orações e que alcançaram essa linda graça de estar com Deus no céu um dia.
Santos e santas de Deus, rogai por nós!!!!

http://blog.cancaonova.com/bh/2012/11/01/01-de-novembro-dia-todos-os-santos/

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

“Maria está presente em cada uma das celebrações eucarísticas"



A celebração solene desta quinta-feira (10) do 8º dia da Novena da Padroeira contou com a presidência do arcebispo metropolitano de Mariana (MG) Dom Geraldo Lyrio Rocha.
O 8º dia da Novena da Padroeira refletiu o tema “Maria: Mulher Eucarística!”.
Dom Geraldo em sua homilia citou a Encíclica do beato João Paulo II sobre a Eucaristia na sua relação com a Igreja, e salienta  como Maria é presente no vivência do sacramento
“Ele(João Paulo II) parte da convicção que ao falar da Eucaristia, “não podemos esquecer Maria porque ela tem uma relação profunda com o santíssimo sacramento. Maria está presente, com a Igreja e como Mãe da Igreja, em cada uma das celebrações eucarísticas”.
aws
O arcebispo de Mariana ainda destacou a fé das pessoas como forma de se unir a Maria.
“A atitude que une o fiel a Maria é a fé, pela qual Maria acreditou no mistério da encarnação, antecipando a fé eucarística da Igreja”.
Refletindo o tema do 8º Dia da Novena da Padroeira, Dom Geral disse ainda que o cristão deve viver a Eucaristia sempre na companhia da Mãe, Maria.
“O vértice da participação de Maria no mistério pascal, do qual a Eucaristia é o memorial, é a experiência desse mistério da parte da Santíssima Virgem. Para nós cristãos, viver o memorial da morte de Cristo na Eucaristia implica também receber continuamente este dom. Significa levar conosco – a exemplo de João – Aquela que sempre de novo nos é dada como Mãe. Significa ao mesmo tempo assumir o compromisso de nos conformarmos com Cristo, entrando na escola da Mãe e aceitando a sua companhia”.
A celebração desta noite contou ainda com o momento da Benção do Santíssimo, procissão dos alimentos, consagração a Nossa Senhora e a oferta das flores à Mãe Aparecida.
Amanhã (11) a Novena da Padroeira celebra o 9º dia com o tema “Maria: Rosto fiel e  orante da Igreja!”
‘Com a Mãe Aparecida seguimos Jesus, nossa luz!’
Encerre a sua noite com o programa ‘Bênção da Noite’ às 23h na programação especial da TV Aparecida. 
Acompanhe às 15h e 19h, a Novena e Festa da Padroeira ao vivo pela TV Aparecida, Rádio Aparecida e na internet pelo A12.com. 
Compartilhe usando a hashtag #PadroeiraDoBrasil

Evangelho do Dia


Evangelho do Dia

Lc 11, 15-26 - Jesus estava expulsando um demônio mas alguns disseram:“É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios”. Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes:

“Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra.Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino? Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio de quem?
Por isso, eles mesmos serão vossos juízes. Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus.
Quando um homem forte e bem armado guarda a própria casa, seus bens estão seguros. Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, e reparte o que roubou. Quem não está comigo está contra mim. E quem não recolhe comigo dispersa”.
Quando o espírito mau sai de um homem, fica vagando em lugares desertos, à procura de repouso; não o encontrando, ele diz: “Vou voltar para minha casa de onde saí”.
Quando ele chega, encontra a casa varrida e arrumada. Então ele vai, e traz consigo outros sete espíritos piores do que ele. E, entrando, instalam-se aí. No fim, esse homem fica em condição pior do que antes”.
Meditação
Sua presença inspira paz e tranquilidade? - Estou realmente com Jesus? Peço com frequência a luz e a força de Deus? - Meu testemunho é de quem ajuda a ajuntar, a recolher, ou a espalhar para longe? - Peçamos que Jesus nos fortaleça na fé, para que sejamos “discípulos missionários” do Evangelho no meio em que vivemos.

Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

Quando falamos dos outros, revelamos quem somos

Um material de formação pedagógica traz uma frase sobre a qual deveríamos meditar com cuidado. É assim: “Quando João fala de Pedro, ficamos sabendo mais a respeito de João do que de Pedro.”  E não é verdade? João pode até estar dizendo algo que não é verdadeiro a respeito de Pedro mas, ao falar, revela suas idéias, as atitudes que valoriza, seus preconceitos ou sua capacidade de acolher o outro.
            Por isso fico muito contente quando vejo que esforços a favor do ecumenismo e do diálogo inter-religioso estão incentivados nos nossos documento e se tornam visíveis em tantas atividades dentro da nossa Igreja. Eles me dizem coisas bonitas sobre a nossa maturidade católica. Nossa Igreja sabe bem que, sendo a maior e a que tem uma tradição mais solidamente ligada à herança apostólica, a ela cabe uma responsabilidade especial de trabalhar pela unidade. Curar feridas de tantos séculos é algo que exige maturidade, caridade e, sobretudo, muita fidelidade ao desejo explícito de Jesus. E que bom é podermos ver isso na nossa Igreja!
            O evangelho mesmo nos diz que “a boca fala daquilo de que o coração está cheio” (Mt 12, 34). Então é preciso educar o coração para que as palavras se tornem adequadas para a construção da unidade e da paz. Para isso precisamos de um bom conhecimento dos temas que vamos abordar, seja na catequese, seja em nossas conversas com parentes, amigos, vizinhos.  Nosso Diretório para a Aplicação dos Princípios e Normas sobre o Ecumenismo, elaborado pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, nos diz em seu número 61a, como orientação para a catequese :
            Ao falar das outras Igrejas e Comunidades Eclesiais, é importante que se apresente, de forma correta e leal o seu ensinamento. Entre os elementos que constituem a própria Igreja e a vivificam, há muitos e de grande valor, que podem existir para além dos limites visíveis da Igreja católica. O Espírito de Cristo não recusa, pois, servir-se destas comunidades como meios de salvação. Esta atitude põe em evidência as verdades da fé comuns às diferentes confissões cristãs. E isso ajuda os católicos, por um lado, a aprofundar sua fé e, por outro, a conhecer melhor e estimar os outros cristãos, facilitando assim a busca, em comum, do caminho da unidade plena na verdade total.”
            E lembra também no número 61d/e:
            “Além disso, a catequese terá esta mesma dimensão ecumênica se se esforçar por preparar as crianças e os jovens e também os adultos para viverem em contato com outros cristãos, formando-se como católicos e respeitando a fé dos outros.”
            “Pode-se conseguir esta formação discernindo as possibilidades oferecidas pela distinção entre as verdades da fé e as formas de se exprimirem; pelo esforço mútuo de conhecimento e de estima dos valores presentes nas respectivas tradições teológicas; pelo fato de mostrar claramente que o diálogo criou novas relações que, bem compreendidas, podem levar à colaboração e à paz.”
            Tudo isso precisa ser feito com bastante responsabilidade, com uma formação continuada que nos faça discernir melhor o que é busca legítima de unidade e o que é confusão de quem não conhece bem o terreno em que caminha. Mas vale a pena, por muitos motivos: atende ao pedido de Jesus, nos faz conhecer melhor a nossa própria identidade, cria um clima de construção de paz e colaboração fraterna e até comunica uma imagem bonita da nossa tradição católica.
 
Therezinha Cruz

12/Outubro - Dia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida!

No dia 12 de outubro, comemoram-se três datas, embora poucos lembrem-se de todas elas: Nossa Senhora Aparecida, padroeira oficial do Brasil, o Dia das Crianças e o Descobrimento da América. Nosso feriado nacional, no entanto, deve-se somente à primeira data, e, embora a devoção à santa remonte aos idos do século XVIII, só foi decretado em 1980.
Há duas fontes sobre o achado da imagem, que se encontram no Arquivo da Cúria Metropolitana de Aparecida e no Arquivo Romano da Companhia de Jesus, em Roma.
Segundo estas fontes, em 1717 os pescadores Domingos Martins García, João Alves e Filipe Pedroso pescavam no rio Paraíba, na época chamado de rio Itaguaçu. Ou melhor, tentavam pescar, pois toda vez que jogavam a rede, ela voltava vazia, até que lhes trouxe a imagem de uma santa, sem a cabeça. Jogando a rede uma vez mais, um pouco abaixo do ponto onde haviam pescado a santa, pescaram, desta vez, a cabeça que faltava à imagem e as redes, até então vazias, passaram a voltar ao barco repletas de peixes. Esse é considerado o primeiro milagre da santa. Eles limparam a imagem apanhada no rio e notaram que se tratava da imagem de Nossa Senhora da Conceição, de cor escura.
Durante os próximos 15 anos, a imagem permaneceu com a família de Felipe Pedroso, um dos pescadores, e passou a ser alvo das orações de toda a comunidade. A devoção cresceu à medida que a fama dos milagres realizados pela santa se espalhava. A família construiu um oratório, que, logo constatou-se, era pequeno para abrigar os fiéis que chegavam em número cada vez maior. Em meados de 1734, o vigário de Guaratinguetá mandou construir uma capela no alto do Morro dos Coqueiros para abrigar a imagem da santa e receber seus fiéis. A imagem passou a ser chamada de Aparecida e deu origem à cidade de mesmo nome.
Em 1834 iniciou-se a construção da igreja que hoje é conhecida como Basílica Velha. Em 06 de novembro de 1888, a princesa Isabel visitou pela segunda vez a basílica e deixou para a santa uma coroa de ouro cravejada de diamantes e rubis, juntamente com o manto azul. Em 8 de setembro de 1904 foi realizada a solene coroação da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e, em 1930, o papa Pio XI decreta-a padroeira do Brasil, declaração esta reafirmada, em 1931, pelo presidente Getúlio Vargas.
A construção da atual Basílica iniciou-se em 1946, com projeto assinado pelo Engenheiro Benedito Calixto de Jesus. A inauguração aconteceu em 1967, por ocasião da comemoração do 250.º Aniversário do encontro milagroso da imagem, ainda com o templo inacabado. O Papa Paulo VI ofertou à santa uma rosa de ouro, símbolo de amor e confiança pelas inúmeras bênçãos e graças por ela concedidas. A partir de 1950 já se pensava na construção de um novo templo mariano devido ao crescente número de romarias. O majestoso templo foi consagrado pelo Papa, após mais de vinte e cinco anos de construção, no dia 4 de julho de 1980, na primeira visita de João Paulo II ao Brasil. 
A data comemorativa à Nossa Senhora Aparecida (aniversário do aparecimento da imagem no Rio) foi fixada pela Santa Sé em 1954, como sendo 12 de outubro, embora as informações sobre tal data sejam controversas. É nesta época do ano que a Basílica registra a presença de uma multidão incontável de fiéis, embora eles marquem presença notável durante todo ano.
A imagem encontrada e até hoje reverenciada é de terracota e mede 40 cm de altura. A cor original foi certamente afetada pelo tempo em que a imagem esteve mergulhada na água do rio, bem como pela fumaça das velas e dos candeeiros que durante tantos anos foram os símbolos da devoção dos fiéis à santa. Em 1978, após o atentado que a reduziu a quase 200 pedaços, ela foi reconstituída pela artista plástica Maria Helena Chartuni, na época, restauradora do Museu de Arte de São Paulo. Peritos afirmam que ela foi moldada com argila da região, pelo monge beneditino Frei Agostinho de Jesus, embora esta autoria seja de difícil comprovação.
Seja qual for a autoria da imagem ou a história de sua origem, a esta altura ela pouco importa, pois as graças alcançadas por seu intermédio têm trazido esperança e alento a um sem número de pessoas. Se quiser saber mais detalhes sobre a Basílica e sua programação, visite o site www.santuarionacional.com.br, no qual também é possível acender uma vela virtual. E já que a fé, assim como a internet, não conhece fronteiras, eu já acendi a minha, por um mais paz e igualdade no mundo. Acenda a sua e que Nossa Senhora Aparecida nos ouça e ilumine o mundo, que está precisando tanto de cuidados.
Além da farta pescaria, muitos outros milagres são atribuídos à Nossa Senhora Aparecida. Veja alguns abaixo:

A libertação do escravo Zacarias
O escravo Zacarias havia fugido de uma fazenda no Paraná e acabou sendo capturado no Vale do Paraíba. Foi caçado e capturado por um famoso capitão do mato e, ao ser levado de volta, preso por correntes nos pulsos e nos pés, e como passassem perto da capela da Santa, pediu permissão para rezar diante da imagem. Rezou com tanta devoção que as correntes milagrosamente se romperam, deixando-o livre. Diante do ocorrido, seu senhor acabou por libertá-lo. 

O cavaleiro ateu
Um cavaleiro que passava por Aparecida, vendo a fé dos romeiros, zombou deles e tentou entrar na igreja a cavalo para destruir a imagem da santa. Na tentativa, as patas do cavalo ficaram presas na escadaria da igreja. Até hoje pode-se ver a marca de uma das ferraduras em uma pedra, na sala dos milagres da Basílica Nova. 
A cura da menina cega Uma menina cega, ao aproximar-se, com a mãe, da Basílica, olhou em direção a ela e, de repente, exclamou "Mãe, como aquela igreja é bonita." Estava enxergando, perfeitamente curada.  Baseado no artigo de Márcia Busanello.
ORAÇÃO
Querida Mãe Nossa Senhora Aparecida,
Vós que nos amais e nos guiais todos os dias,
Vós que sois a mais bela das Mães;
a quem eu amo com todo o meu coração, eu Vós peço mais uma vez, que me ajudeis a alcançar essa Graça; (Pedir a Graça com fé); por mais dura que ela seja, Sei que Vós me atendereis e me acompanhareis sempre, até a hora de minha morte, Amém.

(Rezar 1 Pai Nosso, 3 Ave Maria e fazer o sinal da Cruz)

Fonte: site Ao Mestre Com Carinho - www.aomestrecomcarinho.com.br

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

E você, que tipo de catequista tem sido??

Que tipo de catequista tem sido?

Onde você se situa e identifica, neste quarteto apostólico Pastoral?
O APÓSTOLO CANSADO... 
Ele perdeu o elã, o entusiasmo pela causa. E se desculpa solenemente: " Ninguém quer nada com nada... porque me matar trabalhando?"



 O APÓSTOLO DESCANSADO... 
Membro da confraria dos braços cruzados, passa os dias acomodado na poltrona da preguiça, da omissão. Sombra e água afresca são seu anseio maior.
O APÓSTOLO CANSATIVO...
Enche a paciência de todos. Mais atrapalha que ajuda, intrometido, fiasqueiro, indiscreto e resmungão, fala pelo cotovelos. No fundo, é um grande chato... e não sabe.

Para a alegria e a felicidade da nação apostólica, afortunadamente existem também os APÓSTOLOS INCANSÁVEIS. Eles sabem somar, repartir, na entreajuda solidária, criativa, otimista e fraternal. São expectadores e doutores na matemática que Jesus assina no cartório da eternidade : somar alegrias, diminuir tristezas, multiplicar felicidade e dividir amor.
" Com um pouco de boa vontade, de esforço e alegria, crescemos significativamente na arte de ser gente e de navegar as praias da comunicação..."

Pe Roque Schneider

FONTE: Sou Catequista de IVC

Papa fala da unidade na Igreja: “o mundo precisa de união"

Jéssica Marçal, com Rádio Vaticano
Da Redação

Arquivo
"A Igreja é Casa de comunhão", disse Papa Francisco na catequese desta quarta-feira, quando refletiu sobre a unicidade da Igreja
Na catequese desta quarta-feira, 25, Papa Francisco refletiu sobre o caráter uno da Igreja. Reunido com os fiéis na Praça São Pedro, o Santo Padre destacou que a Igreja está espalhada em todo o mundo, mas permanece sempre a mesma para todos. E o caminho para a Igreja conservar esta unidade é o da humildade, doçura e magnanimidade.

Em breve, íntegra da catequese

Francisco explicou que a unidade na Igreja encontra-se na fé, na esperança, na caridade, nos Sacramentos que como “grandes pilastras” sustentam o único grande edifício da Igreja.

“Aonde quer que vamos, mesmo na menor paróquia, na esquina mais perdida desta terra, há a única Igreja; nós estamos em casa, somos uma família, estamos entre irmãos e irmãs. E este é um grande dom de Deus! A Igreja é uma só para todos”.

Ele ressaltou que assim como acontece na família, na Igreja também pode acontecer de estar espalhada pelo mundo. Mas são as ligações profundas que permanecem as mesmas independente da distância. Como exemplo, ele citou a JMJ Rio2013, que revelou um profundo clima de unidade.

“Perguntemo-nos todos: eu, como católico, sinto esta unidade? Eu como católico vivo esta unidade da Igreja? Ou não me interessa, porque estou fechado no meu pequeno grupo ou em mim mesmo. (...) É triste encontrar uma Igreja privatizada pelo egoísmo e pela falta de fé”, disse.

O Papa lembrou que às vezes há conflitos e divisões que ferem a Igreja, de forma que ela nem sempre tem a desejada face. As fofocas foram citadas como algo que faz muito mal à Igreja. Ele disse, então, que Deus doa a unidade, mas os próprios homens devem se esforçar para vivê-la.

“É preciso procurar, construir a comunhão, educar-nos à comunhão, a superar incompreensões e divisões, começando pela família, pela realidade eclesial, no diálogo ecumênico. O nosso mundo precisa de unidade (...) e a Igreja é Casa de comunhão”.

O Santo Padre concluiu destacando que é o Espírito Santo o motor da unidade da Igreja. “Por isto é importante a oração, que é a alma do nosso compromisso de homens e mulheres de comunhão, de unidade. A oração ao Espírito Santo, para que venha e faça a unidade na Igreja”.

Frases Padre Pio

Olá povo de Deus,
Hoje dia de Santo Pio deixo algumas frases dele, reflitamos e o tomemoscomo exemplo rumo a santidade.

“Diante de Deus ajoelhe-se sempre.”
“Seja perseverante nas orações e nas santas leituras.”
- “Dirás tu o mais belo dos credos quando houver noite em redor de ti, na hora do sacrifício, na dor, no supremo esforço duma vontade inquebrantável para o bem. Este credo é como um relâmpago que rasga a escuridão de teu espírito e no seu brilho te eleva a Deus”.
- “Menosprezai vossas tentações e não vos demoreis nelas. Imaginai estar na presença de Jesus. O crucificado se lança em vossos braços e mora no vosso coração. Beijai-Lhe a chaga do lado, dizendo: ‘Aqui está minha esperança; a fonte viva da minha felicidade. Seguro-vos, ó Jesus, e não me aparto de vós, até que me tenhais posto a salvo’”
- “O amor é a rainha das virtudes. Como as pérolas se ligam por um fio, assim as virtudes, pelo amor. Fogem as pérolas quando se rompe o fio. Assim também as virtudes se desfazem afastando-se o amor”.
- “É preciso amar, amar e nada mais”.
- “Quando Jesus vem a nós na santa comunhão, encontra alegria em Sua criatura. Por nossa parte, procuremos Nele a nossa alegria.”
- “O santo silêncio nos permite ouvir mais claramente a voz de Deus”.
- “Quando te encontrares diante de Deus, na oração considera-te banhado na luz da verdade, fala-lhe se puderes, deixa simplesmente que te veja e não tenhas
preocupação alguma”.

- “Quanto mais te deixares enraizar na santa humildade, tanto mais íntima será a comunicação da tua alma com Deus”.
- “Resigna-te a ser neste momento uma pequena abelha. E enquanto esperas ser uma grande abelha, ágil, hábil, capaz de fabricar bom mel, humilha-te com muito amor perante Deus e os homens, pois Deus fala aos que se mantêm diante dele humildemente”.
- “Uma só coisa é necessária: estar perto de Jesus”.
- “As almas não são oferecidas como dom; compram-se. Vós ignorais quanto custaram a Jesus. É sempre com a mesma moeda que é preciso pagá-las”.
- “Imitemos o coração de Jesus, especialmente na dor, e assim nos conformaremos cada vez mais e mais com este coração divino para que, um dia, lá em cima no Céu, também nós possamos glorificar o Pai celeste ao lado daquele que tanto sofreu”.
- “O verdadeiro servo de Deus é aquele que usa a caridade para com seu próximo, que está decidido a fazer a vontade de Deus a todo custo, que vive em profunda humildade e simplicidade”.
- “O trabalho é tão sagrado como a oração”.
- “A maior alegria de um pai é que os filhos se amem, formem um só coração e uma só alma. Não fostes vós que me escolhestes, mas o pai celeste que, na minha primeira
missa, me fez ver todos os filhos que me confiava”.

- “Rezai e continuai a rezar para não ficardes entorpecidos”.
- “As almas! As almas! Se alguém soubesse o preço que custam”.
- “O homem sem Deus é um ser mutilado”.
- “Deus nunca me recusou um pedido”.
O sábio elogia a mulher forte dizendo: os seu dedos manejaram o fuso. A roca é o alvo dos seus desejos. Fie, portanto, cada dia um pouco. Puxe fio a fio até a
execução e, infalivelmente, você chegará ao fim. Mas não tenha pressa, pois senão você poderá misturar o fio com os nós e embaraçar tudo.”

“O temor e a confiança devem dar as mãos e proceder como irmãos. Se nos damos conta de que temos muito temor devemos recorrer à confiança. Se confiamos excessivamente devemos ter um pouco de temor”.
Como distinguir uma tentação de um pecado e como estar certo de que não se pecou? – perguntou um penitente. Padre Pio sorriu e respondeu: “Como se distingue um burro de um homem? O burro tem de ser conduzido; o homem conduz a si mesmo!”
“O Senhor se comunica conosco à medida que nos libertamos do nosso apego aos sentidos, que sacrificamos nossa vontade própria e que edificamos nossa vida na humildade.”
“Deus é servido apenas quando é servido de acordo com a Sua vontade.”
“Tenhamos sempre horror ao pecado mortal e nunca deixemos de caminhar na estrada da santa eternidade.”
“Que Nossa Senhora nos obtenha o amor à cruz, aos sofrimentos e às dores.”
“O Senhor sempre orienta e chama; mas não se quer segui-lo e responder-lhe, pois só se vê os próprios interesses. Às vezes, pelo fato de se ouvir sempre a Sua voz, ninguém mais se apercebe dela; mas o Senhor ilumina e chama. São os homens que se colocam na posição de não conseguir mais escutar.”
Por que a tentação passada deixa na alma uma certa perturbação? perguntou um penitente a Padre Pio. Ele respondeu: “Você já presenciou um tremor de terra? Quando tudo estremece a sua volta, você também é sacudido; no entanto, não necessariamente fica enterrado nos destroços!”
“Como é belo esperar!”
“Para mim, Deus está sempre fixo na minha mente e estampado no meu coração.”
“Ouço interiormente uma voz que constantemente me diz: Santifique-se e santifique!”


“Subamos sem nos cansarmos, sob a celeste vista do Salvador. Distanciemo-nos das
afeições terrenas. Despojemo-nos do homem velho e vistamo-nos do homem novo.
Aspiremos à felicidade que nos está reservada.”

“Mesmo a menor transgressão às leis de Deus será levada em conta.”
Deus ama quem segue o caminho da virtude.”
“Comunguemos com santo temor e com grande amor.”
“Nossa Senhora recebeu pela inefável bondade de Jesus a força de suportar até o fim as provações do seu amor. Que você também possa encontrar a força de perseverar com o Senhor até o Calvário!”
Tente percorrer com toda a simplicidade o caminho de Nosso Senhor e não se aflija inutilmente.”
“O medo excessivo nos faz agir sem amor, mas a confiança excessiva não nos deixa considerar o perigo que vamos enfrentar”.
“Onde não há obediência, não há virtude. Onde não há virtude, não há bem, não há amor; e onde não há amor, não há Deus; e sem Deus não se chega ao Paraíso. Tudo isso é como uma escada: se faltar um degrau, caímos”.
“Desapegue-se daquilo que não é de Deus e não leva a Deus”.
“Que Nossa Senhora aumente a graça em você e a faça digna do Paraíso”
“Nas tribulações é necessário ter fé em Deus.”
“O Santo Rosário é a arma daqueles que querem vencer todas as batalhas.”
“Queira o dulcíssimo Jesus conservar-nos na Sua graça e dar-nos a felicidade de
sermos admitidos, quando Ele quiser, no eterno convívio

“Quanto mais se caminha na vida espiritual, mais se sente a paz que se apossa de nós.”
“Que Jesus o aperte sempre mais ao Seu divino coração. Que Ele o alivie no sofrimento e lhe dê o abraço final no Paraíso.”
“O bem dura eternamente.”
“Deve-se caminhar em nuvens cada vez que se termina uma confissão!”
“Lembre-se de que você tem no Céu não somente um pai, mas também uma Mãe”.
“O amor nada mais é do que o brilho de Deus nos homens”.
“O passado não conta mais para o Senhor. O que conta é o presente e estar atento e pronto para reparar o que foi feito.”
“Se você fala das próprias virtudes para se exibir ou para vã ostentação perde todo o mérito.”
“De todos os que vierem pedir meu auxílio, nunca perderei nenhum!”
O Pai celeste está sempre disposto a contentá-lo em tudo o que for para o seu bem”.
“Um filho espiritual perguntou a Padre Pio: Como posso recuperar o tempo perdido?
Padre Pio respondeu-lhe “Multiplique suas boas obras!”

“Diga ao Senhor: Faça em mim segundo a Tua vontade, mas antes de mandar-me o sofrimento, dê-me forças para que eu possa sofrer com amor.”.
“A cada vitória sobre o pecado corresponde um grau de glória eterna”.
“Feliz a alma que atinge o nível de perfeição que Deus deseja!”
“Proponha-se a exercitar-se nas virtudes”.
“A sua casa deve ser uma escada para o Céu”.
“Quem te agita e te atormenta é o demônio.Quem te consola é Deus”!
“De que vale perder-se em vãos temores?”
“Agradeça sempre ao Pai eterno por sua infinita misericórdia”.
“Pense na felicidade que está reservada para nós no Paraíso”.
“É loucura fixar o olhar no que rapidamente passa”.
“Amar significa dar aos outros – especialmente a quem precisa e a quem sofre – o que de melhor temos em nós mesmos e de nós mesmos; e de dá-lo sorridentes e felizes, renunciando ao nosso egoísmo, à nossa alegria, ao nosso prazer e ao nosso orgulho”.


“Seja paciente e espere com confiança o tempo do Senhor”.
“Invoquemos sempre o auxílio de Nossa Senhora.”
“No juízo final daremos contas a Deus até de uma palavra inútil que tenhamos dito.”
“Para consolar uma alma na sua dor, mostre todo o bem que ela ainda pode fazer”.
“Apóie-se, como faz Nossa Senhora, à cruz de Jesus e nunca lhe faltará conforto”.
“Se precisamos ter paciência para suportar os defeitos dos outros, quanto mais ainda
precisamos para tolerar nossos próprios defeitos!”

“Enquanto estivermos vivos sempre seremos tentados. A vida é uma contínua luta. Se
às vezes há uma trégua é para respirarmos um pouco.”

“Que Maria sempre enfeite sua alma com as flores e o perfume de novas virtudes e coloque a mão materna sobre sua cabeça. Fique sempre e cada vez mais perto de nossa Mãe celeste, pois ela é o mar que deve ser atravessado para se atingir as praias do
esplendor eterno no reino do amanhecer.”

“Meu Deus, perdoa-me. Nunca Te ofereci nada na minha vida e, agora, por este pouco que estou sofrendo, em comparação a tudo o que Tu sofreste na Cruz, eu reclamo injustamente!”
“Os talentos de que fala o Evangelho são os cinco sentidos, a inteligência e a vontade. Quem tem mais talentos, tem maior dever de usá-los para o bem dos outros
“Pobres e desafortunadas as almas que se envolvem no turbilhão de preocupações deste mundo. Quanto mais amam o mundo, mais suas paixões crescem, mais queimam de desejos, mais se tornam incapazes de atingir seus objetivos. E vêm, então, as inquietações,

as impaciências e terríveis sofrimentos profundos, pois seus corações não palpitam com a caridade e o amor. Rezemos por essas almas desafortunadas e miseráveis, para que Jesus, em Sua infinita misericórdia, possa perdoá-las e conduzi-las a Ele.”


“Um dia você verá surgir o infalível triunfo da justiça Divina sobre a injustiça humana”.
“Há duas razões principais para se orar com muita satisfação: primeiro para render a Deus a honra e a glória que Lhe são devidas. Segundo, para falar com
Ele e ouvir a Sua voz por meio das Suas inspirações e iluminações interiores.”

“O meu passado, Senhor, à Tua misericórdia. O meu Presente, ao Teu amor. O meu futuro, à Tua Providência.”
“O passado não conta mais para o Senhor. O que conta é o presente e estar atento e pronto para reparar o que foi feito.”
“Quando fizer o bem, esqueça. Se fizer o mal, pense no que fez e se arrependa.”
“Se quiser me encontrar, vá visitar Jesus Sacramentado; eu também estou sempre lá.”


“Pense em Jesus flagelado por amor a você, e ofereça com generosidade um sacrifício
a Ele”.

“Devemos odiar os nossos pecados, visto que o amor ao Senhor significa paz”.
“Mesmo quando perdemos a consciência deste mundo, quando parecemos já mortos, Deus
nos dá ainda uma chance de entender o que é realmente o pecado, antes de nos julgar. E se entendemos corretamente, como podemos não nos arrepender?”

“Temos muita facilidade para pedir, mas não para agradecer”.
“Peçamos a São José o dom da perseverança até o final”.
“Padre, eu não acredito no inferno – falou um penitente. Padre Pio disse: Acreditará quando for para lá?”
O maldito “eu” o mantém apegado à Terra e o impede de voar para Jesus.
“O mais belo Credo é o que se pronuncia no escuro, no sacrifício, com esforço”.
“E’ na dor que o amor se torna mais forte.”
“Padre Pio disse a um filho espiritual: Trabalhe! Ele perguntou: No que devo trabalhar, Padre? Ele respondeu: Em amar sempre mais a Jesus!”
“O demônio é forte com quem o teme, mas é fraquíssimo com quem o despreza.”
“Quando ofendemos a justiça de Deus, apelamos à Sua misericórdia. Mas se ofendemos a Sua misericórdia, a quem podemos apelar? Ofender o Pai que nos ama e insultar quem nos auxilia é um pecado pelo qual seremos severamente julgados.”
“A sua função é tirar e transportar as pedras, e arrancar os espinhos. Jesus é quem semeia, planta, cultiva e rega. Mas seu trabalho também é obra de Jesus. Sem Ele você nada pode fazer.”
Jesus lhe quer bem, da maneira que só Ele sabe amar.”
“A sua função é tirar e transportar as pedras, e arrancar os espinhos. Jesus é quem semeia, planta, cultiva e rega. Mas seu trabalho também é obra de Jesus. Sem Ele você nada pode fazer.”
“Amemos ao próximo. Custa tão pouco querer bem ao outro.”
“Deus sempre nos dá o que é melhor para nós.”
A humildade e a caridade são as “cordas mestras”. Todas as outras virtudes dependem delas. Uma é a mais baixa; a outra é a mais alta.
A firmeza de todo o edifício depende da fundação e do teto!
“O grau sublime da humildade é não só reconhecer a abnegação, mas amá-la.”
“Você deve ter sempre prudência e amor. A prudência tem olhos; o amor tem pernas. O amor, como tem pernas, gostaria de correr a Deus. Mas seu impulso de deslanchar na direção dEle é cego e, algumas vezes, pode tropeçar se não for guiado pela
prudência, que tem olhos.”

“Jesus e a sua alma devem cultivar a vinha de comum acordo.”
“Façamos o bem, enquanto temos tempo à nossa disposição. Assim, daremos glória ao nosso Pai celeste, santificaremos nós mesmos e daremos bom exemplo aos outros.”
“Seja paciente nas aflições que o Senhor lhe manda.”
“Viva sempre sob o olhar do Bom Pastor e você ficara’ imune aos pastos contaminados.”
“Lembre-se de que os santos foram sempre criticados pelas pessoas deste mundo, e puseram sob seus pés o mundo e as suas máximas .”
“Esforce-se, mesmo se for um pouco, mas sempre…”
“Todas as pessoas que escolhem a melhor parte (viver em Cristo) devem passar pelas dores de Cristo; algumas mais, algumas menos…”
“Que Jesus o mergulhe no esplendor da Sua imortal juventude.”
“Quanto maiores forem os dons, maior deve ser sua humildade, lembrando de que tudo lhe foi dado como empréstimo.”
“Para que se preocupar com o caminho pelo qual Jesus quer que você chegue à pátria celeste – pelo deserto ou pelo campo – quando tanto por um como por outro se chegará da mesma forma à beatitude eterna?”
“Para consolar uma alma na sua dor, mostre-lhe todo o bem que ela ainda pode fazer.”
“A caridade é o metro com o qual o Senhor nos julgará.”
“Nossa Senhora recebeu pela inefável bondade de Jesus a força de suportar até o fim as provações do seu amor. Que você também possa encontrar a força de perseverar com o Senhor até o Calvário!”
“Deus não opera prodígios onde não há fé.”
“Seja modesto no olhar.”
“Para mim, Deus está sempre fixo na minha mente e estampado no meu coração.”
“Como é belo esperar!”
Por que a tentação passada deixa na alma uma certa perturbação? perguntou um penitente a Padre Pio. Ele respondeu: “Você já presenciou um tremor de terra? Quando tudo estremece a sua volta, você também é sacudido; no entanto, não necessariamente
fica enterrado nos destroços!”

“O Senhor sempre orienta e chama; mas não se quer segui-lo e responder-lhe, pois só se vê os próprios interesses. Às vezes, pelo fato de se ouvir sempre a Sua voz, ninguém mais se apercebe dela; mas o Senhor ilumina e chama. São os homens que se
colocam na posição de não conseguir mais escutar.”

“Que Nossa Senhora nos obtenha o amor à cruz, aos sofrimentos e às dores.”
“Tenhamos sempre horror ao pecado mortal e nunca deixemos de caminhar na estrada da santa eternidade.”
“Deus é servido apenas quando é servido de acordo com a Sua vontade.”
“O Senhor se comunica conosco à medida que nos libertamos do nosso apego aos sentidos, que sacrificamos nossa vontade própria e que edificamos nossa vida na humildade.”
“Não nos preocupemos quando Deus põe à prova a nossa fidelidade. Confiemo-nos à Sua vontade; é o que podemos fazer. Deus nos libertará, consolará e enorajará.”
“O temor e a confiança devem dar as mãos e proceder como irmãos. Se nos damos conta
de que temos muito temor devemos recorrer à confiança. Se confiamos excessivamente
devemos ter um pouco de temor”.

“O sábio elogia a mulher forte dizendo: os seu dedos manejaram o fuso. A roca é o alvo dos seus desejos. Fie, portanto, cada dia um pouco. Puxe fio a fio até a
execução e, infalivelmente, você chegará ao fim. Mas não tenha pressa, pois senão você poderá misturar o fio com os nós e embaraçar tudo.”

“A caridade é o metro com o qual o Senhor nos julgará.”
“Para consolar uma alma na sua dor, mostre-lhe todo o bem que ela ainda pode fazer.”
“Para que se preocupar com o caminho pelo qual Jesus quer que você chegue à pátria celeste – pelo deserto ou pelo campo – quando tanto por um como por outro se chegará da mesma forma à beatitude eterna?”
“Quanto maiores forem os dons, maior deve ser sua humildade, lembrando de que tudo lhe foi dado como empréstimo.”
“Comunguemos com santo temor e com grande amor.”
“Tente percorrer com toda a simplicidade o caminho de Nosso Senhor e não se aflija inutilmente.”
“Deus ama quem segue o caminho da virtude.”
“Mesmo a menor transgressão às leis de Deus será levada em conta.”
“Subamos sem nos cansarmos, sob a celeste vista do Salvador. Distanciemo-nos das afeições terrenas. Despojemo-nos do homem velho e vistamo-nos do homem novo. Aspiremos à felicidade que nos está reservada.”
“Caminhe com alegria e com o coração o mais sincero e aberto que puder. E quando não conseguir manter esta santa alegria, ao menos não perca nunca o valor e a confiança
em Deus.”

“Ouço interiormente uma voz que constantemente me diz: Santifique-se e santifique!”
“Que Nossa Mãe do Céu tenha piedade de nós e com um olhar maternal levante-nos, purifique-nos e eleve-nos a Deus.”
“Não há nada mais inaceitável do que uma mulher caprichosa, frívola e arrogante, especialmente se é casada. Uma esposa cristã deve ser uma mulher de profunda piedade em relação a Deus, um anjo de paz na família, digna e agradável em relação ao próximo.”
“Nossa Senhora está sempre pronta a nos socorrer, mas por acaso o mundo a escuta e se emenda?”
“Seja grato e beije docemente a mão de Deus. É sempre a mão de um pai que pune porque lhe quer bem”
“Você teme um homem,um pobre instrumento nas mãos de Deus, mas não teme a justiça divina?”
Uma filha espiritual perguntou a Padre Pio: “O Senhor cura tantas pessoas, por que não cura esta sua filha espiritual?” Padre Pio respondeu-lhe em voz baixa: “E não nos oferecemos a Deus?”
“A divina bondade não só não rejeita as almas arrependidas, como também vai em busca das almas teimosas”.
“Pode-se manter a paz de espírito mesmo no meio das tempestades da vida”.
“Caminhe sempre e somente no bem e dê, cada dia, um passo à frente na linha vertical, de baixo para cima.”
“A oração é a efusão de nosso coração no de Deus.”
“Nunca vá se deitar sem antes examinar a sua consciência sobre o dia que passou. Enderece todos os seus pensamentos a Deus, consagre-lhe todo o seu ser e também todos os seus irmãos. Ofereça à glória de Deus o repouso que você vai iniciar e não
esqueça do seu Anjo da Guarda que está sempre com você.”

“A meditação não é um meio para chegar a Deus, mas um fim. A finalidade da meditação é o amor a Deus e ao próximo.”
“Viva feliz. Sirva ao Senhor alegremente e com o espírito despreocupado.”
“Mantenha-se sempre muito unido à Igreja Católica, pois somente ela pode lhe dar a verdadeira paz, porque somente ela possui Jesus Sacramentado que é o verdadeiro príncipe da paz.”
“Não desperdice suas energias em coisas que geram preocupação, perturbação e ansiedade. Uma coisa somente é necessária: elevar o espírito e amar a Deus.”
“Procuremos servir ao Senhor com todo o coração e com toda a vontade. Ele nos dará sempre mais do que merecemos.”
“Que Jesus reine sempre soberano no seu coração e o faça cada vez mais digno de seus divinos dons.”
“O demônio é forte com quem o teme, mas é fraco com quem o despreza.”
“Reflita no que escreve, pois o Senhor vai lhe pedir contas disso.”
“O Coração de Jesus não deixará cair no vazio a nossa oração se ela for plena de fé e de confiança.”
“A pessoa que nunca medita é como alguém que nunca se olha no espelho e, assim, não se cuida e sai desarrumada. A pessoa que medita e dirige seus pensamentos a Deus, que é o espelho de sua alma, procura conhecer seus defeitos, tenta corrigi-los,
modera seus impulsos e põe em ordem sua consciência.”

“É sempre necessário ir para a frente, nunca para trás, na vida espiritual. O barco que pára em vez de ir adiante é empurrado para trás pelo vento.”
“Não sejamos mesquinhos com Deus que tanto nos enriquece.”
“O amor tudo esquece, tudo perdoa, sem reservas.”
“Na igreja se fala somente com Deus.”
“Não se fixe voluntariamente naquilo que o inimigo da alma lhe apresenta.”
“Reze pelos infiéis, pelos fervorosos, pelo Papa e por todas as necessidades espirituais e temporais da Santa Igreja, nossa terna mãe. E faça uma oração
especial por todos os que trabalham para a salvação das almas e para a glória do nosso Pai celeste.”

“Se você não entrega seu coração a Deus, o que lhe entrega?”
“Você deve seguir outra estrada. Tire de seu coração todas as paixões deste
mundo, humilhe-se na poeira e reze! Dessa forma, certamente você encontrará Deus, que lhe dará paz e serenidade nesta vida e a eterna beatitude na próxima.”

“Sigamos o caminho que nos conduz a Deus.”
“A natureza humana também quer a sua parte. Até Maria, Mãe de Jesus, que sabia que por meio de Sua morte a humanidade seria redimida, chorou e sofreu – e como sofreu!”
“Cuide de estar sempre em estado de graça.”
“Não se desencoraje, pois, se na alma existe o contínuo esforço de melhorar, no final o Senhor a premia fazendo nela florir, de repente, todas as virtudes como num jardim florido.”
“É necessário manter o coração aberto para o Céu e aguardar, de lá, o celeste orvalho.”
“Onde há mais sacrifício, há mais generosidade.”
“Enquanto tiver medo de ser infiel a Deus, você não será’. Deve-se ter medo quando o medo acaba!”
“Reze, reze! Quem muito reza se salva e salva os outros. E qual oração pode ser mais bela e mais aceita a Nossa Senhora do que o Rosario?”
“A ingenuidade e’ uma virtude, mas apenas ate certo ponto; ela deve sempre ser acompanhada da prudência. A astúcia e a safadeza, por outro lado, são diabólicas e podem causar muito mal.”
“Cada Missa lhe obtém um grau mais alto de gloria no Céu!”
“Se você tem dúvidas sobre a fé é exatamente porque tem fé!”
“A prática das bem-aventuranças não requer atos de heroísmo, mas a aceitação simples e humilde das várias provações pelas quais a pessoa passa.”
“A maior caridade é aquela que arranca as pessoas vencidas pelo demônio, a fim de ganhá-las para Cristo. E isso eu faço assiduamente, noite e dia.”
“Aquele que procura a vaidade das roupas não conseguirá jamais se revestir com a vida de Jesus Cristo.”
“Quando o dia seguinte chegar, ele também será chamado de hoje e, então, você pensará nele. Tenha sempre muita confiança na Divina Providência.”
“É doce o viver e o penar para trazer benefícios aos irmãos e para tantas almas que, vertiginosamente, desejam se justificar no mal, a despeito do Bem Supremo.”
“O Santo Sacrifício da Missa é o sufrágio mais eficaz, que ultrapassa todas as orações, as boas obras e as penitências. Infalivelmente produz seu efeito para vantagem das almas por sua virtude própria e imediata.”
“Combata vigorosamente, se está interessado em obter o prêmio destinado às almas fortes.”
“Não queremos aceitar o fato de que o sofrimento é necessário para nossa alma e de que a cruz deve ser o nosso pão cotidiano. Assim como o corpo precisa ser
nutrido, também a alma precisa da cruz, dia a dia, para purificá-la e desapegá-la das coisas terrenas. Não queremos entender que Deus não quer e não
pode salvar-nos nem santificar-nos sem a cruz. Quanto mais Ele chama uma alma a
Si, mais a santifica por meio da cruz.”

“Nunca se canse de rezar e de ensinar a rezar.”
“Todas as percepções humanas, de onde quer que venham, incluem o bem e o mal. É necessário saber determinar e assimilar todo o bem e oferecê-lo a Deus, e eliminar todo o mal.”
“Faltar com a caridade¨¦ como ferir a pupila dos olhos de Deus.”
“Há alegrias tão sublimes e dores tão profundas que não se consegue exprimir com palavras. O silêncio é o último recurso da alma, quando ela está inefavelmente feliz ou extremamente oprimida!”
“Seria mais fácil a Terra existir sem o sol do que sem a santa Missa!”
“Os corações fortes e generosos não se lamentam, a não ser por grandes motivos e,ainda assim,não permitem que tais motivos penetrem fundo no seu íntimo.”
“Recorramos a Jesus e não às pessoas, pois só ele nunca nos faltará.”
“Jesus vê, conhece e pesa todas as suas ações.”
“Sejam como pequenas abelhas espirituais, que levam para sua colméia apenas mel e cera. Que, por meio de sua conversa, sua casa seja repleta de docilidade, paz, concórdia, humildade e piedade!”
“Quando a videira se separa da estaca que a sustenta, cai, e ao ficar na terra apodrece com todos os cachos que possui. Alerta, portanto, o demônio não dorme!”


“Deus quer que as suas misérias sejam o trono da Sua misericórdia.”
“Leve Deus aos doente; valera’ mais do que qualquer tratamento!”
“A mansidão reprime a ira.”
“Não abandone sua alma à tentação, diz o Espírito Santo, já que a alegria do coração é a vida da alma e uma fonte inexaurível de santidade.”
“Jesus está com você, e o Cireneu não deixa de ajudar-te a subir o Calvário.”
“Vive-se de fé, não de sonhos.”
“Submeter-se não significa ser escravo, mas ser livre para receber santos conselhos.”
“Todas as graças que pedimos no nome de Jesus são concedidas pelo Pai eterno.”
“Uma Missa bem assistida em vida será mais útil à sua salvação do que tantas outras que mandarem celebrar por você após sua morte!”
“Como Jesus, preparemo-nos a duas ascensões: uma ao Calvário e outra ao Céu. A ascensão ao Calvário, se não for alegre, deve ao menos ser resignada!”
“Nas tentações, combata com coragem! Nas quedas, humilhe-se mas não desanime!”
“No tumulto das paixões terrenas e das adversidades, surge a grande esperança da misericórdia inexorável de Deus. Corramos confiantes ao tribunal da penitência onde Ele, com ansiedade paterna, espera-nos a todo instante.”
“Que o Espírito Santo guie a sua inteligência, faça-o descobrir a verdade escondida na Sagrada Escritura e inflame a sua vontade para praticá-la.”
“Se tanta atenção é dada aos bens desta Terra, quanto mais se deve dar aos do Céu? Faça, portanto, uma boa leitura espiritual, a santa meditação, o exame de
consciência, e fará progresso na perfeição cristã e no amor de Jesus.”

“O amor e o temor devem sempre andar juntos. O temor sem amor torna-se covardia.
O amor sem temor torna-se presunção.”
“Não se desencoraje se você precisa trabalhar muito para colher pouco. Se você pensasse em quanto uma só alma custou a Jesus, você nunca reclamaria!”
“Que Maria seja toda a razão da sua existência e o guie ao porto seguro da eterna salvação. Que Ela lhe sirva de doce modelo e inspiração na virtude da
santa humildade.”

“Se quisermos colher é necessário não só semear, mas espalhar as sementes num bom campo. Quando as sementes se tornarem plantas, devemos cuidá-las para que as novas plantas não sejam sufocadas pelas ervas daninhas.”
“Não se aflija a ponto de perder a paz interior. Reze com perseverança, com confiança, com calma e serenidade.”
“.É difícil tornar-se santo. Difícil, mas não impossível. A estrada da perfeição é longa, tão longa quanto a vida de cada um. O consolo é o repouso no decorrer do caminho. Mas, apenas restauradas as forças, é necessário levantar-se rapidamente e retomar a viagem!”
“O mal não se vence com o mal, mas com o bem, que tem em si uma força sobrenatural.”
“A mulher forte é a que tem temor de Deus, a que mesmo à custa de sacrifício faz a vontade de Deus.”
“O Anjo de Deus não nos abandona jamais.”
“Somente por meio de Jesus podemos esperar a salvação.”
“O Senhor nos dá tantas graças e nós pensamos que tocamos o céu com um dedo. Não sabemos, no entanto, que para crescer precisamos de pão duro, das cruzes, das humilhações, das provações e das contradições.”
“Devo fazer somente a vontade de Deus e, se lhe agrado, o restante não conta.”