sábado, 27 de julho de 2013

Discursos oficiais do Papa Francisco na JMJ Rio 2013

Confira na integra todos os discursos do Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude Rio 2013 no site do Vaticano.

JMJ Rio de Janeiro 2013 

 
 

Papa Francisco visita favela do Rio de Janeiro

Papa Francisco encantando pela simplicidade e quebra de protocolo. Ele não "apenas" fala em "simplicidade" e "abolir o descartável". Ele pratica a simplicidade, descarta a indiferença, acolhe a todos sem discriminação. Esta é a verdadeira prática do Evangelho de Cristo. 

    
veja o vídeo aqui

 

Via Sacra da JMJ Rio2013 - texto original

Via Sacra do Jovem Solidário
Quem quiser ser meu discípulo, tome sua cruz e siga-me! (Mt 16,24)
Textos: José Fernandes de Oliveira (Pe. Zezinho, scj) e João Carlos Almeida (Pe. Joãozinho, scj)
Santo Padre: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM
Santo Padre: Nós te adoramos e te bendizemos, Senhor Jesus Cristo, redentor da humanidade.
TODOS: Tua entrega na cruz nos dá a Vida, mostra o Caminho, revela a Verdade!
Santo Padre: OREMOS. Ó Pai, enviaste o Teu Filho Eterno para salvar o mundo e escolheste homens e mulheres para que, por Ele, com Ele e n’Ele, proclamassem a Boa-Nova a todas as nações. Concede as graças necessárias para que brilhe no rosto de todos os jovens a alegria de serem, pela força do Espírito, os evangelizadores de que a Igreja precisa no Terceiro Milênio.
TODOS: AMÉM
1º ESTAÇÃO – Jesus é condenado à morte
Do Evangelho segundo São João (19, 14-16)
Era véspera da Páscoa, por volta do meio-dia. Pilatos disse aos judeus: “Aqui está o vosso rei” Eles começaram a gritar: “Fora! Fora! Crucifica-o” Pilatos perguntou: “Mas eu vou crucificar o vosso rei?” Os chefes dos sacerdotes responderam: “Não temos outro rei além de César.” Então, finalmente, Pilatos entregou Jesus a eles para que fosse crucificado. Eles levaram Jesus.
Jovem: Um inocente foi condenado
Meditação (MISSIONÁRIO DE FRONTEIRA):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Fui atraído pelo teu divino Coração. Venho das fronteiras do mundo. Sou missionário e encontro no meu caminho muitos jovens inocentes que todos os dias são condenados à morte pela pobreza, pela violência e por todo tipo de consequências do pecado que nos machuca desde as origens da humanidade. Quero seguir teus passos na certeza de que tudo posso n’Aquele que me fortalece e se Deus é por nós, quem será contra nós? (Cf. Fil 4,13; Rm 8,31-32)
2ª ESTAÇÃO – Jesus toma a cruz aos ombros
Do Evangelho segundo São Marcos e São João
Depois de zombarem de Jesus, tiraram-lhe o manto vermelho, o vestiram de novo com as próprias roupas dele, e o levaram para fora, a fim de o crucificarem. (Mc 15, 20) Levaram então consigo Jesus. Ele próprio carregava a sua cruz para fora da cidade, em direção ao lugar chamado Calvário, em hebraico Gólgota. (Jo 19,17)
Jovem: Assumiu uma cruz que não era dele
Meditação (JOVEM CONVERTIDO):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Fui convertido pelo teu divino Coração. Tomaste sobre os ombros minhas dores e misérias (Cf. Is 53,4.). Era minha a cruz que te feriu. Quero completar o teu sacrifício em minha vida, deixando-me tocar por tão grande amor e dando testemunho com as palavras e com o exemplo ali onde o mundo precisa. Levarei para sempre a tua cruz no meu peito e as tuas palavras no meu coração. Quero ser instrumento deste amor que nunca se cansa de amar.
3ª ESTAÇÃO – Jesus cai pela primeira vez
Do livro do profeta Isaías (53, 4-5)
Eram as nossas doenças que ele carregava, eram as nossas dores que ele levava em suas costas. E nós achávamos que ele era um homem castigado, um homem ferido por Deus e humilhado. Mas ele estava sendo transpassado por causa de nossas revoltas, esmagado por nossos crimes. Caiu sobre ele o castigo que nos dá a paz; e por suas feridas é que fomos curados.
Jovem: A cruz foi ficando pesada
Meditação (VOLUNTÁRIO EM COMUNIDADE DE RECUPERAÇÃO):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Nas quedas sou animado pelo teu humilde Coração. Sou voluntário numa comunidade de recuperação de jovens que caíram na dependência química. São vítimas de um comércio violento e cruel. São desfigurados e correm o risco de permanecer no chão. Vejo teu rosto na face de cada um deles. Ensina-me a ser como o bom samaritano que, para além dos discursos, tem coragem de levantar quem está caído à beira do caminho e cuidar de suas feridas (Cf. Lucas 10,25-37). Neste gesto de solidariedade salutar, ensina-me que somente em ti encontraremos a total transfiguração.
4ª ESTAÇÃO – Jesus encontra sua aflita mãe
Do Evangelho segundo São Lucas (2, 34-35.51b)
“Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua mãe: ‘Este menino está aqui para queda e elevação de muitos em Israel e para ser sinal de contradição. Quanto a vós, uma espada há de atravessar-lhe a alma. Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações.’ Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração.
Jovem: Dor de filho, dor de mãe!
Meditação (UMA JOVEM FALA EM NOME DAS MÃES):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Contemplo a profunda comunhão de amor entre o teu Coração e o coração de tua mãe. É uma comunhão redentora! Aquela troca silenciosa de olhares no caminho da cruz fala mais do que qualquer discurso ou palavra. A dor do filho é realmente a dor da mãe. Isto me faz pensar nas lutas em favor da vida da sua concepção até o seu fim natural. Nós mulheres temos uma vocação muito forte para defender tudo o que vive. Não podemos aceitar a violência de quem se acha no direito de interromper uma vida indefesa. Queremos proclamar com tua mãe: O Senhor fez em mim grandes coisas. Derruba do trono os arrogantes e eleva os humildes. Manifesta a força de seu braço e nos sustenta nos caminhos vida.
5ª ESTAÇÃO – Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz
Do Evangelho segundo São Lucas (23, 26) e São Mateus (16,24)
Enquanto o conduziam, detiveram um certo Simão de Cirene, que voltava do campo, e impuseram-lhe a cruz para que a carregasse atrás de Jesus. (Lc 23, 26) Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz, e me siga.” (Mt 16,24)
Jovem: Converteu-se enquanto ajudava Jesus
Meditação (SEMINARISTA):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Fui chamado pelo teu divino Coração. Sou um jovem vocacionado a caminho do sacerdócio. O teu apelo ressoa muito forte no meu interior: Quem quiser ser meu discípulo, tome sua cruz e siga-me! Mas nem sempre compreendo que a luz passa pela cruz. Ao carregar um pouco do teu fardo quero aprender os caminhos da configuração a ti. Livra-me da tentação dos primeiros lugares e ensina-me a ser um bom pastor. Que um dia eu possa dizer: eu vivo, mas não sou eu que vivo; é Cristo que vive em mim (Cf. Gal 2,20).
6ª ESTAÇÃO – Verônica enxuga o rosto de Jesus
Do livro do profeta Isaías (53, 2-3)
Meu servo cresceu como broto na presença do Senhor, como raiz em terra seca. Ele não tinha aparência nem beleza para atrair o nosso olhar, nem simpatia para que pudéssemos apreciá-lo. Desprezado e rejeitado pelos homens, homem do sofrimento e experimentado na dor; como indivíduo de quem a gente esconde o rosto, ele era desprezado e nem tomamos conhecimento dele.
Jovem: A mulher que não se calou
Meditação (CONSAGRADA QUE LUTA PELA VIDA):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Sou consagrada ao teu divino Coração no serviço ao meu irmão. Não posso me calar quando encontro nas vias-sacras da vida tantas vítimas de uma “cultura de morte”: mulheres prostituídas e famílias na miséria, enfermos sem atendimento e idosos desprezados, migrantes sem terra e jovens desempregados. Ao enxugar as lágrimas, o suor e o sangue do rosto destes irmãos e irmãs vejo maravilhada que a tua face fica estampada no lenço da minha solidariedade (Cf. Mt 25,31-46).
7ª ESTAÇÃO – Jesus cai pela segunda vez
Do livro das Lamentações (3,1-2.9.16.20-21)
Eu sou alguém que provou a miséria, sob a vara da sua ira. Ele me conduziu e me fez andar nas trevas e não na luz. (…) Embarrou meus caminhos com blocos de pedra, obstruiu minhas veredas. (…) Ele quebrou meus dentes com cascalho, mergulhou-me na cinza. (…) Mas existe alguma coisa que eu lembro e me dá esperança: o amor de Deus não acaba jamais e sua compaixão não tem fim.
Jovem: Quem caiu subindo, caiu para o alto!
Meditação (CASAL DE NAMORADOS):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-nos aqui! Encontramos em teu Coração a nossa morada. Desde que começamos a namorar ensaiamos o jeito certo de construir uma família que tem papel fundamental na transmissão da fé e da vida. Contemplando a tua paixão entendemos que tudo isso foi por amor. Aprendemos, porém, que as nossas paixões não são um fundamento seguro. Só constrói sobre a rocha, quem edifica no amor (Cf. Mt 7,24-27). Dá-nos a sabedoria de começar a construção pelos fundamentos e não pelo telhado. Ensina-nos que cada escolha exige renúncias. Se cairmos, Senhor, seja sempre avançando e nunca desistindo. Mesmo nas quedas, não permita que nos afastemos de ti.
8ª ESTAÇÃO – Jesus consola as mulheres de Jerusalém
Do evangelho segundo São Lucas (23, 28-31)
Jesus, porém, voltou-se, e disse: “Mulheres de Jerusalém, não chorem por mim! Chorem por vocês mesmas e por seus filhos! Porque dias virão, em que se dirá: ‘Felizes das mulheres que nunca tiveram filhos, dos ventres que nunca deram a luz e dos seios que nunca amamentaram.’ Então começarão a pedir às montanhas: ‘Caiam em cima de nós!’ E às colinas: ‘Escondam-nos!’ Porque, se assim fazem com a árvore verde, o que não farão com a árvore seca?”
Jovem: Vocação de mulher: do berço até a cruz
Meditação (UMA JOVEM):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! No teu Coração tão humano aprendi o valor salvífico do sofrimento e da dor. Completo na minha carne o que falta aos teus sofrimentos pelo teu Corpo, que é a Igreja (Cf. Col 1,24). Teu sacrifício na cruz me ensina que a dor faz parte da condição humana e é tocada inteiramente pelo teu amor que salva. Isto não me leva a uma resignação alienada, mas me faz consciente de que algumas dores são oportunidades para me unir à tua cruz. Ensina-me que na hora da dor melhor do que falar sobre Deus é falar com Deus. A prece consola mais que a explicação.
9ª ESTAÇÃO – Jesus cai pela terceira vez
Do livro das Lamentações (3, 27-32)
É bom para o homem suportar o jugo desde a juventude. Que esteja sozinho e calado, quando cai sobre ele a desgraça; que ponha sua boca no pó: talvez haja esperança; que entregue a face a quem o fere até fartar-se de insultos, porque o Senhor não rejeita para sempre. Se ele aflige, se compadecerá com grande amor.
Jovem: Depois disso, não mais caiu!
Meditação (ESTUDANTE CADEIRANTE):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! No teu Coração de mestre encontrei a Verdade. Venho do mundo dos estudos. Eles fazem parte da minha missão neste momento. O conhecimento e a ciência me encantam, mas muitas vezes me seduzem e até induzem a imaginar que não preciso de ti. Mas meu coração tem sede de um amor e de uma verdade que superam os amores e as verdades desta terra. Apenas na tua Verdade encontro a sabedoria eterna. E neste tesouro encontro as forças para não mais cair. Apenas quem encontra a Verdade, para além dos limites do corpo, fica verdadeiramente de pé.
10ª ESTAÇÃO – Jesus é despojado de suas vestes
Do evangelho segundo São Mateus (27, 33-36)
Chegados a um lugar chamado Gólgota, quer dizer “Lugar do Crânio”. Aí deram vinho misturado com fel para Jesus beber. Ele provou, mas não quis beber. Depois de o crucificarem, fizeram um sorteio, repartindo entre si as roupas dele. E ficaram aí sentados, montando guarda.
Jovem: Era pobre e mais pobre morreu!
Meditação (JOVEM DAS REDES SOCIAIS):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Teu Coração me ensina que a verdadeira identidade está para além da aparência. Livra-me da superficialidade. Faço parte desta geração que nasceu conectada por meio da Internet. Sei que as redes sociais são uma possibilidade para construir relações verdadeiras, mas exigem muita atenção abrir não da identidade e cair na dispersão. Olhando para o teu despojamento total no caminho da cruz eu te peço: ensina-me que a felicidade passa por uma vida simples e despojada. A roupa, a moda e a aparência nunca serão mais importantes do que existe no interior de cada um. Que a tua graça nos ensine os caminhos para evangelizar o “continente digital” e nos deixe atentos à possível dependência ou confusão entre o real e o virtual.
11ª ESTAÇÃO – Jesus é pregado na cruz
Acima da cabeça de Jesus puseram o motivo da sua condenação: “Este é Jesus, o Rei dos Judeus.” Com Jesus, crucificaram também dois ladrões, um à direita e outro à esquerda. As pessoas que passavam por aí, o insultavam, balançando a cabeça, e dizendo: “Tu que ias destruir o Templo, e construí-lo em três dias, salva-te a ti mesmo! Se é o Filho de Deus, desce da cruz!”
Jovem: Feita de dois riscos foi a sua cruz
Meditação (JOVEM DA PASTORAL CARCERÁRIA):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! No teu divino Coração encontrei a verdadeira liberdade. Estou consciente daquilo que disse João Paulo II: “a pior das prisões é um coração fechado”. Milhões de jovens estão presos cumprindo pena por um erro cometido. Teu olhar de perdão no alto da cruz me faz pensar que é possível mudar de vida. Ensina-me que a tua cruz uniu a terra e o céu e os teus braços abertos acolhem a todos, até quem está na prisão (cf. Mt 25,43). É bom saber que amas não apenas quem é justo e santo, mas também o pecador (cf. Rm 5,8). Obrigado, Senhor, pela tua imensa compaixão!
12ª ESTAÇÃO – Jesus morre na cruz
Do evangelho segundo São Mateus (27, 45-50)
Desde o meio-dia até as três horas da tarde houve escuridão sobre toda a terra. Pelas três horas da tarde Jesus deu um forte grito: (…) “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” (…) Alguém foi correndo pegar uma esponja, a ensopou em vinagre, colocou-a na ponta de uma vara, e deu para Jesus beber. (…) Então Jesus deu outra vez um forte grito, e entregou o espírito.
Jovem: O autor da vida aceitou morrer
Meditação (JOVEM QUE TRABALHA COM DOENTES TERMINAIS):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Teu Coração aberto na cruz é a fonte da vida para todos os que vivem na doença um tempo difícil de purificação. Acompanho o calvário de irmãos em estado terminal. A certeza da tua presença muda até mesmo o sentido da dor. Um instante contigo tem o sabor da eternidade. Então, Senhor, fortalece em mim a fé, a esperança e a caridade. Faz de mim um missionário da vida, da cura, do cuidado dos pobres e esquecidos. Morrendo para mim mesmo, converte-me para o serviços aos irmãos.
13ª ESTAÇÃO – Jesus é descido da cruz
Do evangelho segundo São Lucas (23, 50.52-53)
Havia um homem bom e justo, chamado José. Era membro do Conselho, mas não tinha aprovado a decisão, nem a ação dos outros membros. Ele era de Arimatéia, cidade da Judéia, e esperava a vinda do reino de Deus. José foi a Pilatos, e pediu o corpo de Jesus. Desceu o corpo da cruz, o enrolou num lençol, e o colocou num túmulo escavado na rocha, onde ninguém ainda tinha sido sepultado.
Jovem: Maria e os discipulos o descrucificaram
Meditação (SURDO EM LIBRAS):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! É maravilhoso escutar as lições do teu divino Coração. Passo os dias no silêncio de sons e palavras. Não consigo ouvir com os ouvidos, mas escuto tua voz em meu coração. Ao ver-te descido da cruz, repousar no colo piedoso de tua querida mãe, sinto que todos os discursos são insuficientes e uma única palavra já é demais. Existem momentos em que o silêncio e a contemplação falam muito mais. Ensina-me a descrucificar os meus irmãos. Que o meu testemunho seja um silencioso grito de amor e de solidariedade.
14ª ESTAÇÃO – Jesus é sepultado
Do evangelho segundo São Mateus (27, 59-61)
José, tomando o corpo, o envolveu num lençol limpo, e o colocou num túmulo novo, que ele mesmo havia mandado escavar na rocha. Em seguida, rolou uma grande pedra para fechar a entrada do túmulo, e retirou-se. Maria Madalena e a outra Maria estavam aí sentadas, em frente ao sepulcro.
Jovem: Semeado no silêncio fecundo
Meditação (JOVENS: EUROPEU DO LESTE, EUROPEU, AFRICANO, NORTE AMERICANO, LATINO-AMERICANO E CARIBENHO, ASIÁTICO E OCEÂNICO):
Senhor Jesus, Cristo Redentor, aqui estamos, envia-nos! (Cf. Is 6,8). Queremos ser um só coração e uma só alma. Iremos a todas as nações da terra para dar testemunho de que encontramos o verdadeiro caminho para a vida. A semente de tua Palavra caiu em nossos continentes. Não ficará sepultada na terra. Ensina-nos a cultivá-la para que nasçam os frutos de uma nova evangelização.
- Que o Leste Europeu seja marcado pela paz e pela liberdade religiosa.
- Que a Europa supere a agressiva onda de secularização pelo anúncio corajoso da fé.
- Que a África supere a violência e construa a Igreja como família e a família como Igreja.
- Que a América do Norte reconheça as culturas que afastam do Evangelho.
- Que a América Latina e o Caribe encontrem caminhos para superar a injustiça e a violência.
- Que a minoria cristã da Ásia seja presente como semente fecunda, mesmo quando perseguida.
- Que a Oceania sinta mais fortemente o compromisso de anunciar o Evangelho!
(Texto inspirado na Mensagem Final do Sínodo da Nova Evangelização para a transmissão da fé, nº 13)
Santo Padre: Nós te adoramos e te bendizemos, Senhor Jesus Cristo, redentor da humanidade.
TODOS: Tua entrega na cruz nos dá a Vida, mostra o Caminho, revela a Verdade!
Santo Padre: OREMOS. Ó Cristo, Redentor da humanidade, Tua imagem de braços abertos no alto do Corcovado acolhe todos os povos. Em Tua oferta pascal, nos conduziste pelo Espírito Santo ao encontro filial com o Pai. Os jovens, que se alimentam da Eucaristia, Te ouvem na Palavra e Te encontram no irmão, necessitam de Tua infinita misericórdia para percorrer os caminhos do mundo como discípulos missionários da nova evangelização.
TODOS: AMÉM

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Vigília e Missa de Envio serão em Copacabana

 
Por causa do mau tempo no Rio de Janeiro, a Missa de Envio e Vigília serão transferidas para a Praia de Copacabana. De acordo com Dom Orani, Arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro e presidente do Comitê Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), a chuva e o frio tornaram as atividades em Guaratiba inviáveis.
“A chuva tem molhado as pessoas, mas não tem atrapalhado os eventos da Jornada. Mas para evitar riscos, vamos fazer as atividades em Copacabana. Há muita água em Guaratiba. E, devido às circunstâncias, as pessoas não vão mais precisar caminhar os 13 quilômetros. Deus tem os Seus caminhos e vai nos conduzindo. É cada dia uma novidade, sempre na Vontade de Deus”, declara o Arcebispo.
O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou em nota oficial a transferência. Segundo ele, a decisão foi tomada após as fortes chuvas dos últimos dias, que deixaram o local sem condições de receber os peregrinos. “As chuvas intensas desde segunda-feira deixaram aquele espaço, sob o ponto de vista inclusive de saúde, impraticável de se realizar os eventos. Colocaríamos a saúde das pessoas em risco. Não é só uma inviabilidade estética pelo fato de boa parte da área ter sofrido alagamentos e ter uma lama. Nós seguimos o que os técnicos determinaram e vamos transferir a vigília para Copacabana. Pedimos desculpas aos moradores do bairro, mas não tínhamos outra alternativa”, afirma o prefeito.
As mudanças foram recomendadas pelo Corpo de Bombeiros, Secretaria da Saúde e Proteção da Criança e Adolescente. Os horários das atividades que encerrarão a JMJ Rio2013 permanecem os mesmos. Em breve serão publicadas orientações práticas de como serão os eventos. 
Segue a nota oficial do COL da JMJ Rio2013:
O Comitê Organizador Local da Jornada Mundial da Juventude (COL) informa que, devido às condições climáticas, os eventos programados para o Campus Fidei, em Guaratiba, serão realizados na praia de Copacabana. Diferentemente do que aconteceria em Campus Fidei, onde os participantes passariam toda a noite em vigília, em Copacabana a programação será encerrada após a Vigília de Oração com o Papa Francisco (prevista para começar no sábado, 27, às 19h30) e retornará no domingo, 28, às 10h, com a presença do pontífice. 
“Foi uma decisão difícil, mas responsável, pensando sempre na segurança do nosso peregrino. Copacabana sempre foi o nosso plano B, que agora teremos que colocar em prática. Quem está no Rio de Janeiro sente o que a JMJ trouxe. Que a JMJ continue alegre e feliz”, disse Dom Paulo Cezar Costa, vice-presidente do COL.
Recomendados pelo Corpo de Bombeiros, Secretaria da Saúde, proteção da criança e adolescente, ouvindo pedidos de bispos e grupos jovens decidiu-se fazer todas as celebrações da JMJ Rio2013 em Copacabana. Devido a chuva e frio, Guaratiba tornou-se inviável. Os horários permanecem os mesmos e posteriormente daremos orientações práticas de como acontecerão os eventos.

Eventos da JMJ em Guaratiba são transferidos para Copacabana

guaratibachuva
Os eventos que estavam marcados para acontecer no Campo da Fé em Guaratiba, no Rio de Janeiro, agora acontecerão na praia de Copacabana.
A vigília de sábado (27) e a missa de domingo (28), de encerramento da Jornada Mundial da Juventude, serão realizadas em Copacabana com a presença do Papa Francisco.
O Comitê Organizador da JMJ afirmou que, devido ao mau tempo, a realização dos eventos em Guaratiba ficou comprometida já que o local amanheceu hoje (25) com muita lama. A informação foi confirmada pelo arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta.
A decisão foi anunciada em uma coletiva no Centro de Operações da Prefeitura para divulgar o esquema de trânsito para a visita do Papa Francisco na cidade do Rio.
Com a transferência dos eventos, deve haver uma mudança de programação. Depois de abrir a vigília no sábado, a Igreja pede que os peregrinos voltem para casa e não durmam na praia, já que não há estrutura montada para isso. Em Guaratiba, havia palco e estrutura de banheiros montados.

Informações: G1.com.br

terça-feira, 23 de julho de 2013

Assista AO VIVO

Assista AO VIVO a programação da TV APARECIDA na Visita do Papa Francisco em nosso país.

Jornada começa oficialmente hoje

jornadahoje.JPG
A JMJ Rio2013 tem abertura oficial hoje (23). A abertura oficial da Jornada Mundial da Juventude acontece com a Cerimônia de Acolhida, que será presidida pelo arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, às 18h. A expectativa é de que 500 mil pessoas participem da cerimônia, de acordo com a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro.
Os jovens presentes no Rio possivelmente não poderão ver o papa Francisco na abertura da Jornada. Após calorosa chegada ao Brasil, o Pontífice tem agenda livre nesta terça-feira (23) para repousar ou cumprir encontros fechados.
No entanto, a expectativa dos peregrinos é de que Francisco quebre o protocolo e visite o Cristo Redentor para acompanhar um grupo de cardeais, com os quais escolheu o dia para visitar o Corcovado.
De acorco com a Guarda Municipal do Rio de Janeiro, em sua chegada, no final desta segunda-feira (22), o papa Francisco atraiu cerca de 600 mil pessoas para o percurso por onde o Papamóvel passou. Jovens, crianças, adultos e idosos acolhiam carinhosamente o sucessor de Pedro, que chega ao Brasil trazendo em suas condutas, esperança de uma nova Igreja.
 Na quarta (24), a agenda do Papa Francisco começa com uma visita a Aparecida, onde irá celebrar missa no Santuário Nacional para cerca de 200 mil fiéis.

Peregrinos esperam na fila para participar da Missa com o Papa Francisco

15 mil peregrinos poderão entrar no interior da igreja

Alessandra Borges
De Aparecida (SP)
Nesta quarta-feira, 24, o Papa Francisco visitará o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Por essa razão, já há uma movimentação de fiéis em torno da Basílica. Apesar do mau tempo, os peregrinos já se dirigem para uma das entradas do Santuário a fim de aguardar, até amanhã, quando será liberada a entrada de 15 mil pessoas para acompanhar a Santa Missa presidida pelo Santo Padre.
O grupo de 13 freiras da Fraternidade Jesus Salvador das Irmãs Salvistas, da cidade de São Paulo, já aguardam na fila para garantir a oportunidade de participar da Celebração Eucarística e ouvir as palavras do Santo Padre.
Irmãs estão ansiosas para acolher o Papa Francisco. Foto: Alessandra Borges / CN
Irmãs estão ansiosas para acolher o Papa Francisco. Foto: Alessandra Borges/CN
Segundo a Irmã Juliana, elas irão passar a noite na fila para juntas participarem da Missa e terem a oportunidade de ver o Papa Francisco.
“Nós somos oito aqui, e há outras irmãs a caminho. Nós vamos passar a noite aqui até o momento em que vão abrir os portões”, disse a irmã.
Para a consagrada, será um momento muito importante e de grande alegria poder participar de alguma atividade do Papa durante a sua visita ao Brasil.
“Ele representa para nós o Cristo aqui na terra. Como já dizia Santa Rita, o Papa é o Cristo para nós. A nossa expectativa é grande de termos este encontro com o nosso pastor e podermos com ele manifestar a nossa fé em Jesus Cristo, nosso Salvador”, destacou a consagrada.
Irmã Juliana ainda comentou que este encontro com Francisco será para o povo brasileiro um exemplo de humildade e fraternidade.
“Que seja um grande resgate tanto para a Igreja quanto para nós consagradas e para todo o povo de Deus”, afirmou Irmã Juliana.
Além deste grupo de peregrinas consagradas, muitas outras pessoas esperam ver o Papa Francisco. Para os fiéis que não conseguirem participar da Missa realizada no interior do Santuário Nacional, foram colocados telões próximos à Tribuna Bento XVI.

Peregrinos falam da emoção de ver o Papa de perto

Chegada do Papa ao Rio de Janeiro

Enquanto o Papa Francisco passava de Papamóvel, no centro do Rio de Janeiro, multidão gritava: “Papa Francisco nós te amamos”
Elcka Torres Enviada especial ao Rio de Janeiro
papa francisco passeia de papamovel no Rio de janeiro
“Papa Francisco nós te amamos”, gritava a multidão (Foto: Wesley Almeida / Canção Nova)
Milhares de peregrinos reuniram no centro do Rio de Janeiro para acolher o Papa Francisco que percorreu as ruas do centro da capital de Papamóvel nesta segunda-feira, 22. Jovens, crianças e idosos acolheram o Santo Padre com muita emoção. A multidão aplaudia e gritava: “Papa Francisco nós te amamos”. No percurso de Papamóvel, Francisco acenou para os fiéis e beijou crianças.
Fátima Lima do interior de São Paulo, mãe de Guilherme Lima de 1 ano e 2 meses, recordou em lágrimas o encontro do filho com o Papa. Levado até o Pontífice por voluntário, a criança recebeu um beijo. “Não tem como descrever a emoção, mas tenho certeza que meu filho recebeu uma benção especial. Vou contar isso para ele quando crescer”, destacou.
Os peregrinos ficaram encantados com o sorriso do Papa. “Ver a serenidade do seu rosto, o seu sorriso é uma experiência única. Tantas vezes vi ele celebrando na Catedral, mas agora é diferente. Ele é Papa, por isso choro tanto, mas ele continua simples, com uma graça diferente sobre ele, algo divino”, conta a jovem de Buenos Aires, Kiria Rodrigues, 22 anos.
Jovens-materia-001
Também a portuguesa Silvana Balaquirias, 26 anos, afirma ser impossível estar tão perto do Papa e não se encantar com seu sorriso e sua juventude. “É um Papa jovem! Um Papa alegre e amoroso. Queria que todos os jovens do mundo inteiro estivessem aqui. Fitar o olhar dele é tudo de bom. Uma alegria sem fim, que supera a qualquer uma que já vivi na minha vida. Vendo ele, gritei “sou a Igreja” e ele acenou para mim”.
“É sempre emocionante estar perto do Papa. Ele sorri e seu sorriso passa amor”, disse o jovem angolano, Maocy Hangf, 27 anos.
A baiana Quiara Silva, 18 anos, disse que se sentiu amada pelo Papa. “A jornada começou e nosso Papa está no meio de nós. Os jovens amam o Papa e o seu sorriso mostrava que é recíproco. Ele também nos ama! Ele é o Papa da juventude”.

FONTE: Canção Nova

Extra! Extra! Nova Edição!

Olá Povo de Deus!

Vejam que lindo está o nosso segundo boletim!
Ajudem a divulgar, imprimam uma ou várias cópias e levem para a coordenação de catequese da paróquia de vocês!

Santa Paulina - “Tudo por Jesus e nada para nós.”

09 de JULHO DIA DESTA SANTA QUE NUNCA DESISTIU DE SE APROXIMAR DE JESUS A CADA MOMENTO, MESMO DIANTE DAS DIFICULDADES.

“Vamos passo a passo, mas sempre em frente.” 




Peregrinos JMJ RIO2013 fiquem atentos!

É tempo de festa para nós católicos!
Mas não podemos bobear quando o assunto é segurança!
Foi criado um site para que os peregrinos possam pesquisar sobre rodovias, percursos e os transportes oficiais e mais seguros.
Ajudem a divulgar!!!
e se desejar 
informação por telefone o número é 166

Primeiro discurso do Papa no Brasil

O Papa Francisco iniciou o seu discurso, em português, ressaltando que a Providência o quis conduzir na sua primeira viagem internacional, à sua amada América Latina, precisamente ao Brasil “nação que se gloria de seus sólidos laços com a Sé Apostólica e dos profundos sentimentos de fé e amizade que sempre a uniram de modo singular ao Sucessor de Pedro”.

Após, pediu “licença para entrar no coração dos brasileiros, revelando o que veio trazer ao Rio”:

“Aprendi que para ter acesso ao Povo Brasileiro, é preciso ingressar pelo portal do seu imenso coração; por isso permitam-me que nesta hora eu possa bater delicadamente a esta porta. Peço licença para entrar e transcorrer esta semana com vocês. Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo! Venho em seu Nome, para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração; e desejo que chegue a todos e a cada um a minha saudação: “A paz de Cristo esteja com vocês!”

Após o Papa saudou com deferência a Presidente Dilma Roussef e as autoridades presentes, agradecendo a acolhida e as palavras que externaram a alegria dos brasileiros pela sua presença no Brasil. O Santo Padre dirigiu então uma palavra de afeto aos seus irmãos no Episcopado, “sobre quem pousa a tarefa de guiar o Rebanho de Deus neste imenso País, e às suas amadas Igrejas Particulares. Esta minha visita outra coisa não quer senão continuar a missão pastoral própria do Bispo de Roma de confirmar os seus irmãos na Fé em Cristo, de animá-los a testemunhar as razões da Esperança que d’Ele vem e de incentivá-los a oferecer a todos as inesgotáveis riquezas do seu Amor”.

O Papa observou que a sua presença no Brasil, transcende as fronteiras do país, pois veio para a Jornada Mundial da Juventude: “Vim para encontrar os jovens que vieram de todo o mundo, atraídos pelos braços abertos do Cristo Redentor. Eles querem aconchegar-se no seu abraço para, junto de seu Coração, ouvir de novo o seu potente e claro chamado: ‘Ide e fazei discípulos entre todas as nações’”.

E acrescentou, “Cristo abre espaço para eles, pois sabe que energia alguma pode ser mais potente que aquela que se desprende do coração dos jovens quando conquistados pela experiência da sua amizade. Cristo “bota fé” nos jovens e confia-lhes o futuro de sua própria causa: “Ide, fazei discípulos”. Ide para além das fronteiras do que é humanamente possível e criem um mundo de irmãos. Também os jovens “botam fé” em Cristo. Eles não têm medo de arriscar a única vida que possuem porque sabem que não serão desiludidos”.

O Papa disse ter a consciência de que, ao falar aos jovens, fala também “às suas famílias, às suas comunidades eclesiais e nacionais de origem, às sociedades nas quais estão inseridos, aos homens e às mulheres dos quais, em grande medida, depende o futuro destas novas gerações”. E complementou:

“Os pais costumam dizer por aqui: “os filhos são a menina dos nossos olhos”. Que bela expressão da sabedoria brasileira que aplica aos jovens a imagem da pupila dos olhos, janela pela qual entra a luz regalando-nos o milagre da visão! O que vai ser de nós, se não tomarmos conta dos nossos olhos? Como haveremos de seguir em frente? O meu auspício é que, nesta semana, cada um de nós se deixe interpelar por esta desafiadora pergunta”.

O Papa ressaltou que a juventude “é a janela pela qual o futuro entra no mundo” e, por isso, impõe grandes desafios. “A nossa geração – disse Francisco - se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando souber abrir-lhe espaço; tutelar as condições materiais e imateriais para o seu pleno desenvolvimento; oferecer a ele fundamentos sólidos, sobre os quais construir a vida; garantir-lhe segurança e educação para que se torne aquilo que ele pode ser; transmitir-lhe valores duradouros pelos quais a vida mereça ser vivida, assegurar-lhe um horizonte transcendente que responda à sede de felicidade autêntica, suscitando nele a criatividade do bem; entregar-lhe a herança de um mundo que corresponda à medida da vida humana; despertar nele as melhores potencialidades para que seja sujeito do próprio amanhã e co-responsável do destino de todos”.

Ao concluir, o Santo Padre pediu a todos a “delicadeza da atenção e, se possível, a necessária empatia para estabelecer um diálogo de amigos. Nesta hora, os braços do Papa se alargam para abraçar a inteira nação brasileira, na sua complexa riqueza humana, cultural e religiosa. Desde a Amazônia até os pampas, dos sertões até o Pantanal, dos vilarejos até as metrópoles, ninguém se sinta excluído do afeto do Papa. Depois de amanhã, se Deus quiser, tenho em mente recordar-lhes todos a Nossa Senhora Aparecida, invocando sua proteção materna sobre seus lares e famílias. Desde já a todos abençôo. Obrigado pelo acolhimento!”.

fonte: CNBB