domingo, 26 de agosto de 2012

Mensagem ao Catequista

“Deus é testemunha do quanto queremos bem a vocês com a ternura de Jesus Cristo” (Fl 1,8).




No espírito da rede de comunhão que fortalece nossa ação evangelizadora, queremos expressar com o apóstolo Paulo, o quanto cada um/a de vocês catequista, educador da fé, são importantes para a Dimensão Bíblico-Catequética. Bendito seja Deus por tudo! Um hino de louvor a nossa Divindade Maior, o Deus da Vida! Somos gratos a todos/as pelo empenho na diaconia/serviço que prestam à Igreja no Brasil, particularmente a Igreja do Regional Nordeste 3 - Bahia e Sergipe, nas suas respectivas dioceses. Obrigada pela dedicação à missão evangelizadora e catequética de apaixonar as pessoas para se encontrarem com Jesus.

Construímos neste trabalho catequético uma grande cirando. Uma roda que no seu girar sonoro e brincante foi tecendo laços de afetos, de compromisso, de fé, de disciplina, de prazer, de tenacidade... Foi rodando e configurando o espaço de encanto, de amadurecimento da fé, do sagrado, do humano, onde mora a utopia, se encarna a esperança e a vontade de nos tornarmos Discípulo Missionário de Jesus Cristo. Tudo isso foi possível graças à partilha de vossos dons! Por isso, o nosso presente a você catequista é um grande abraço fraterno do nosso querer bem e um muito obrigado!
Agradecemos e abraçamos a todos e todas que fazer parte dessa ciranda humanizadora da catequese: os coordenadores diocesanos, os assessores, os alunos da Escola Dom Jairo, os seminaristas, os padres, os bispos, as famílias, e demais pessoas, servidoras do Reino, que em sua vocação e missão cumpre a tarefa de educar na fé.
Essa comemoração deve nos lembrar, portanto, que nesta caminhada temos o grande desafio e compromisso de juntos tornarmos sempre mais a nossa Igreja “casa da iniciação à vida cristã” e um “lugar de animação bíblica da vida e da pastoral”. É o que está presente nas DGAE, nas duas Urgências na Ação Evangelizadora, que dizem respeito diretamente ao nosso agir bíblico-catequético.
Que a Palavra de Deus inspire em nós o desejo de vivermos a comunhão a exemplo das primeiras comunidades cristã.  “... Diariamente, todos juntos frequentavam o Templo e nas casas partiam o pão, tomando alimento com alegria e simplicidade de coração. Louvavam a Deus e eram estimados por todo o povoE a cada dia o Senhor acrescentava à comunidade outras pessoas que iam aceitando a salvação”. At  2, 46-47
Parabéns! Que o Espírito Santo, a Ruah do Deus Criador que possibilita a Vida nos faça maior do que nossa pequenez.
“...Nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove...., é o que dá sentido à vida...”
  (Cora Coralina)
Cordialmente, Ir. Luciene Macedo – CF
Pela equipe de coordenação do Regional NE3

Nenhum comentário:

Postar um comentário