sábado, 15 de setembro de 2012

Veja o que a Igreja prepara para o Mês da Bíblia em 2012


A Igreja no Brasil celebra em setembro o Mês da Bíblia, uma tradição que começou na diocese de Belo Horizonte (MG) há 41 anos. Na época, a diocese celebrava seu jubileu de ouro e o bispo pediu que fossem incentivadas ações para que os fiéis conhecessem mais a Palavra de Deus. A iniciativa logo se espalhou pelo regional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e depois por todo o país.

A celebração desse mês, que é um convite para cada católico conhecer mais a Palavra de Deus, é orientada pelos Bispos do Brasil. A Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, responsável pela temática do Mês da Bíblia, elabora textos-base para direcionar os fiéis, mas também muitas dioceses e paróquias desenvolvem atividades específicas, sempre em sintonia com o tema proposto pela Comissão.

O mês da Bíblia 2012 tem como tema “Discípulos Missionários a partir do Evangelho de Marcos”, e como lema “Coragem, Levanta-te! Ele te chama!”. Nos próximos anos, será feito um estudo dos evangelhos na sequência dos anos litúrgicos: Lucas (2013), Mateus (2014) e João (2015).

Essa sequência, como explica a assessora da Comissão, Maria Cecília Rover, já foi feita na época do Jubileu do ano 2000, porém agora, será abordado um enfoque diferente. “O objetivo é reforçar a formação e a espiritualidade dos agentes e dos fiéis através do seguimento de Jesus propostos pelos evangelhos”. A cada ano será destacado o que é específico de cada evangelho.

Na apresentação do subsídio, preparado pela CNBB para a ocasião, o presidente da Comissão, Dom Jacinto Bergmann, deixa claro o que o evangelista Marcos quer destacar. “No Mês da Bíblia deste ano de 2012, iniciamos com o Evangelho de Marcos (também porque é o Evangelho do Ano Litúrgico). Isso justifica o seu tema: ‘Discípulos missionários a partir do Evangelho de Marcos’. Como lema ficou o versículo 49 do capítulo 10: ‘Coragem, Levanta-te! Ele te chama!’. Ele mostra o que o próprio evangelista Marcos quer acentuar no nosso discipulado missionário de Cristo: é preciso a atitude da coragem para acolher Jesus Cristo, o “Messias e Filho de Deus”; é preciso a atitude da prontidão sem reservas para seguir o “Mestre”; é preciso a atitude de deixar-se cativar pelo “Cristo e o Reino de Deus irrompido Nele”.

Maria Cecília diz que o Evangelho de Marcos deve ser lido na perspectiva da formação e do seguimento, e deixa um apelo no início deste mês da Bíblia. “Que o católico se sinta assim, convocado para estar com Ele [Jesus], para ser então enviado e fazer o que Ele fez”.
Fonte: Canção Nova

Nenhum comentário:

Postar um comentário