quinta-feira, 19 de abril de 2012

Caminhar na fé e na esperança

Precisamos compreender que há um caminho a ser trilhado ao lado de Deus. E o próprio Jesus nos disse qual é esse caminho: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”.
O mundo nos oferece muitos atalhos, mas somente um caminho nos leva ao céu e à felicidade plena. Nossa vida deve ser um constante caminhar com os olhos fixos no Senhor, perseverantes em nossa fé.
A Palavra de Deus nos fala muito sobre a caminhada. A nossa luta de hoje é a mesma que o povo de Deus viveu ao atravessar o deserto. Por isso, a primeira coisa que devemos pedir ao Senhor hoje é a graça de recomeçar, porque se nós pararmos iremos retroceder diante do que já conquistamos.
Ao logo do caminho, nós vamos sendo libertos de todas as prisões. E a caminhada é assim: uma constante construção, ao longo da qual somos restaurados e renovados pelo Espírito Santo de Deus.
Infelizmente, muitas pessoas deixam de caminhar diante dos primeiros desafios enfrentados no percurso. No entanto, todos aqueles que perseverarem até o fim serão salvos, como nos garante a promessa de Deus.
No início de nossa doação a Deus passamos pela fase da empolgação, mas com o passar do tempo, o que realmente fica é a perseverança, a caminhada. A acomodação é o maior mal do cristão que aceita o que é lhe imposto e desiste de persistir.
Hoje, Deus quer tirá-lo da acomodação. Para isso nós precisamos constantemente da força do Espírito, que deve ser o alimento a nos mover para algo maior.
E como povo de Deus, que caminha rumo ao céu, precisamos traçar um objetivo, focando nossa vida no Senhor. Se mudarmos nosso foco acabamos nos perdendo pelo caminho, pelos falsos atalhos apresentados pela vida.
O jovem que vai para as drogas, o álcool, a vida desregrada no sexo, busca nesses locais preencher o vazio que só pode ser preenchido pela presença de Deus, o amor verdadeiro.

"A nossa recompensa não está entre os tesouros deste mundo, porque Deus nos prometeu algo muito maior: o céu", afirma Emanuel Stênio
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

São Paulo, na Carta aos Hebreus, nos diz que a fé é a certeza daquilo que ainda se espera e a demonstração de realidades que não se veem.
Você deve caminhar forte mesmo nas tribulações, pois a fé deve ser a sua motivação diante dos maiores problemas. Não é por bens materiais ou para conquistar a felicidade deste mundo que caminhamos, mas sim para nos aproximarmos do Pai.
Deus nunca mentiu para nós, Ele afirmou que passaríamos por dificuldades e provações. Mas também nos disse que sempre estaria ao nosso lado, caminhando conosco, jamais nos deixando sós.
Caminhar em Deus é caminhar na fé, meu irmão. E para caminhar na fé da nossa Igreja é preciso conhecê-la, você deve ser um católico ativo. De forma que ninguém seja capaz de contestá-lo e tirá-lo do caminho estreito.
É preciso estar enraizado em Cristo e firme na fé. Quantos de nós deixamos o sofrimento para experimentar os proveitos passageiros do pecado? Mas, meu irmão, se as tribulações nos tornam filhos de Deus, então permaneçamos firmes diante da tentação.
A nossa recompensa não está entre os tesouros deste mundo, porque Deus nos prometeu algo muito maior: o céu. Você que vive as dificuldades da vida do Cristo, não desanime! Professe sua fé diante das dificuldades, porque o nosso lugar está reservado ao lado do Pai.

Transcrição e adaptação: Gustavo Souza

Emanuel Stênio
Missionário da Canção Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário