quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

O QUE É O CONCLAVE?


A palavra Conclave vem do latim ‘cum clave’, que significa ‘com chave’.
É uma reunião em que os cardeais permanecem em total clausura e em intensa oração para discernir a vontade de Deus na escolha de um novo papa.
Durante o conclave, os cardeais permanecem todo o período da eleição entre uma residência do Vaticano, a Casa de Santa Marta e a Capela Sistina, onde votam.
Os cardeais não podem ter nenhum contato com o mundo exterior e com os meios de comunicação.
Participam do Conclave todos os cardeais do mundo todo, com menos de oitenta anos.
O Cardeal Tarcisio Bertone, secretário de estado, na inauguração da exposição ‘Habemus Papam’, em Dezembro de 2006, proferiu um discurso falando sobre a importância e o que representa o Conclave para a Igreja.
“Permanece imutável o que é essencial para o ministério do Sucessor de Pedro e, a este propósito, o conclave constitui um momento de importância eloquente. O pranto pela morte do Papa transforma-se em expectativa orante durante o conclave, e sucessivamente em alegria pela eleição do novo Papa, quando o Cardeal protodiácono, da varanda central da Basílica de São Pedro, anuncia Urbi et Orbi: ‘Habemus Papam’. Dirijo o meu pensamento ao último conclave, em que foi eleito Bento XVI: a ele, a minha e a vossa deferente homenagem. Morre um Papa, mas não o Papa. Precisamente nesta perspectiva, o conclave assume um único valor espiritual. É prova verificável que, através da cooperação humana dos Cardeais, o Espírito Santo assegura a continuidade da sucessão dos Sumos Pontífices. E não há força nem poder humano que possa interrompê-la; ninguém jamais poderá prevalecer sobre o Papa. Em cada conclave volta a afirmar-se a verdade da promessa de Cristo a Pedro: ‘Sobre esta Pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do Inferno nada poderão contra ela’ (Mt 16, 18)”.


http://a12.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário